RECORDANDO BANANEIRAS (II), por Aderson Machado

Pavilhão de aulas do Colégio Agrícola de Bananeiras (Foto: Egberto Araújo, 2012)

No primeiro capítulo dessas recordações mencionei as dificuldades para estudar e me adaptar ao regime de internato do então Colégio Agrícola Vidal de Negreiros (CAVN), de Bananeiras.

Clique para ler mais

RECORDANDO BANANEIRAS (I), por Aderson Machado

Praça do pavilhão de aulas do Colégio Agrícola Vidal de Negreiros (Imagem: YouTube)

Corria o ano de 1966 quando, ao ser aprovado no exame de admissão ao ginásio, aos treze anos de idade, deixava eu, com lágrimas nos olhos, o doce convívio do lar para ir estudar no então Colégio Agrícola Vidal de Negreiros, mais conhecido como a Escola de Bananeiras, situado na zona rural do município de Bananeiras/PB, distante um quilômetro da sede do município.

Clique para ler mais

AS IDEIAS PROTOFASCISTAS, por Rubens Pinto Lyra

Charge de Aroeira copiada de 1.bp.blogspot.com

A ideologia obscurantista dos bolsonaristas, se não considera, como os nazistas, uma determinada raça inferior, tem uma concepção que se aproxima desta.

Clique para ler mais

FASCISMO E PROTOFASCISMO: DIFERENÇAS E SEMELHANÇAS

por Rubens Pinto Lyra

Dante Mantovani, presidente da Funarte de Bolsonaro (Imagem copiada do Catraca Livre)

A análise das teses defendidas pelos protofascistas, na Europa, influenciadas pelo nazismo, e sobretudo pelo fascismo italiano, são de grande importância para entendermos suas semelhanças com as idéias abraçadas pela extrema-direita brasileira.

Clique para ler mais

PODER ECONÔMICO, FASCISMO E PROTOFASCISMO

por Rubens Pinto Lyra

Imagem copiada de theeagleview.com.br

Antes de detalhar as características do protofascismo vale a pena lembrar que o nazismo, na Alemanha, o fascismo, na Itália e o protofascismo alimentado pelo governo de extrema direita no Brasil somente se tornaram realidade em virtude do apoio decisivo – inicialmente reticente, depois entusiástico – que receberam do capital financeiro e dos políticos que representam os seus interesses, com o respaldo dos militares.

Clique para ler mais

Robson Nóbrega lança seu livro sábado em Mulungu

‘Mulungwood’, livro do jornalista e escritor Robson Nóbrega, será lançado sábado (11) em Mulungu, lugar de origem do Negão Morais, protagonista e narrador das histórias hilárias ou surreais que compõem a publicação da Editora Patmos, de João Pessoa.

Clique para ler mais

Vem aí a Operação Couro de Rato

As principais ações negociadas na Bolsa de Coragem, Valentia e Moralismo da Paraíba (BCVM-PB) bateram todos os recordes no último pregão da semana, ontem (20), após a audiência de custódia e manutenção da ordem de encarceramento do ex-governador Ricardo Coutinho.

Clique para ler mais

Uma festa para quem dedicou a vida ao livro e à leitura

Zezita Matos recitando autores paraibanos na festa literária dedicada a Luiz da Livraria

Homenagem ao livreiro Luiz Carvalho da Costa pelo centenário de seu nascimento, realizada na manhã do último sábado (14) em João Pessoa, reuniu o que há de mais representativo da cultura da Paraíba na casa fundada pelo homenageado, a Livraria do Luiz.

Clique para ler mais

CONVÉM NÃO ESQUECER, por Cândido Martins

  • Imagem: Evandro Teixeira/CDoc JB/Folhapress

Convém não esquecer que em 13 de dezembro de 1968 o então general-presidente Artur da Costa e Silva editou o famigerado AI -5, o quinto ato, que durou dez anos.

Clique para ler mais

Uma boemia com razão de ser

Dos 50 aos 80 do século passado, quando o jornalismo paraibano viveu mais intensamente sua fase heroico-artesanal, no dizer do Professor Chico Pereira, a boemia funcionava como extensão natural do ofício.

Clique para ler mais