EVANGÉLICOS E BOLSONARO, por Rubens Pinto Lyra

Resultado de imagem para calvino e lutero

Juan Calvino e Martin Lutero (Imagem copiada de christianitydaily.com)

Não são poucos os que, até hoje, se interrogam sobre as razões pelas quais uma parte expressiva do eleitorado cristão – no caso, a maioria evangélica – pode votar para o cargo máximo da Republica em um candidato que, mesmo tendo fugido dos debates, não deixou de proclamar, alto e bom som, sua simpatia por regimes militares que torturaram, mataram ou perseguiram milhares de brasileiros. Voto que contribuiu, decisivamente, para a vitória do ‘Mito’. Clique para ler mais

MEU CALO, por Aderson Machado

Imagem copiada de reabgeronto.wordpress.com

Português, a disciplina, sempre foi um tormento para mim, mormente quando eu cursava o ginasial, hoje chamado de Ensino Fundamental.

Clique para ler mais

TÁ FALTANDO ELE

Quando iniciou o curso de Mestria Agrícola na Escola de Bananeiras, em 1943 ou perto disso, ele era o ’13’ para colegas e bedéis contemporâneos seus. Porque assim chamavam ou identificavam pelo número de matrícula os novos internos do antigo Patronato que brotara desde os anos 20 no lugar mais bonito do Brejo Paraibano.

Clique para ler mais

SOBRE O CORREIO DA PARAÍBA

Redação do Correio, começo dos anos 90. Da direita para a esquerda: Robson Nóbrega (sentado), João Costa e Humberto Lira (de pé), Antônio Hilberto, Ricardo Araújo e Lena Guimarães (Foto do arquivo pessoal de João Costa)

A carta a seguir reproduzida foi gentilmente publicada ontem (4) no Portal Wscom, de João Pessoa, por deferência do editor Walter Santos. No dia anterior, conversamos por telefone sobre o anúncio de encerramento da edição impressa do Correio da Paraíba. Ele me sugeriu escrever algo sobre fato tão lamentado por todos que fazem ou fizeram jornalismo em nosso Estado. O que vai adiante foi o máximo que consegui.

Clique para ler mais

‘MEU COLÉGIO, MEU ORGULHO’

Restaurante e dormitório em construção (Foto de 1922, do livro ‘CAVN, uma história para a posteridade’, publicado em 2012 por Manoel Luiz Silva , ex-aluno e ex-servidor do Colégio)

Denominado inicialmente Patronato Agrícola de Bananeiras, o Colégio Agrícola Vidal de Negreiros (CAVN) completou 100 anos no último domingo, 29 de março. Data e trajetória da tradicional e conceituada Escola foram lembradas em texto publicado pela Professora Terezinha Martins (leia adiante). Ela é diretora do Centro de Ciências Humanas, Sociais e Agrárias (CCHSA), da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), instituição à qual o CAVN foi incorporado há mais de 50 anos.

Clique para ler mais

APEGO AOS PAIS, por Aderson Machado

Adélia e Firmino, os pais de Aderson Machado (álbum familiar)

No ano da Graça de 1966, antes de completar 14 anos de idade veio a necessidade de continuar os estudos, o que me privou do convívio diário com meus pais, Firmino Victor Machado e Adélia Mendonça Machado. Morávamos no Sítio Fechado, em Areia, de onde saí para estudar no Colégio Agrícola Vidal de Negreiros (CAVN), em Bananeiras.

Clique para ler mais

PIANCÓ, por Flávio Lúcio Vieira

Na minha última conversa com Marcelo Piancó, ele já estava numa cama do Hospital Laureano prestes a iniciar o tratamento de quimioterapia que os médicos prescreveram.

Clique para ler mais

CASSAÇÕES NA UNIVERSIDADE, por Rubens Pinto Lyra

Passeata dos Cem Mil: maior protesto contra a ditadura (Foto: Evandro Teixeira/O Globo, em 26.6.1968, Rio de Janeiro)

A incompreensão do presente decorre, necessariamente, da ignorância do passado (Marc Bloch em Apologie pour l’histoire).

Clique para ler mais

VELHOS E NOVOS CARNAVAIS, por Rubens Pinto Lyra

Com Marielle, Mangueira foi campeã do carnaval carioca 2019 (imagem copiada de meiahora.ig.com.b)

Os velhos carnavais persistiram com todo o seu glamour em João Pessoa, até o final da década de sessenta: desfile de blocos e de foliões na Lagoa (o corso); bailes animadíssimos nos clubes, especialmente os da elite pessoense, Astrea e Cabo Branco.Vivia-se em uma época onde prevalecia a moral tradicional.

Clique para ler mais

O REPÓRTER ESSO, por Aderson Machado

Heron Domingues, a voz emblemática do Repórter Esso (imagem copiada de carosouvintes.org.br)

Quem teve o privilégio, digamos assim, de ter nascido pelo menos na década de 1950 teve a oportunidade de ouvir o famoso noticiário chamado Repórter Esso.

Clique para ler mais