Reitor rechaça fechamento de campus da UEPB durante greve

Audiência na Reitoria da UEPB com o Comando de Greve dos Professores (Foto: Ascom/UEPB)

Durante audiência na tarde de ontem (26) com dirigentes da Associação dos Docentes da Universidade Estadual da Paraíba (Aduepb), o reitor da instituição, Rangel Júnior, rechaçou qualquer possibilidade de fechamento de algum campus da UEPB ou encerramento de atividades administrativas em razão de greve de professores ou funcionários.

LEIA MAIS

Greves causam desligamento de mais de 15 mil alunos da UEPB

A greve também provoca evasão nos cursos técnicos, onde o desligamento de alunos chega a 40%

Dados divulgados hoje (23) pela Universidade Estadual da Paraíba revelam que em duas greves de professores e funcionários entre os anos de 2013 a 2016 a instituição perdeu nada menos que 15.128 alunos. Os estudantes se desligaram “motivados, especialmente, pela indefinição com relação a quando iriam conseguir concluir seus cursos”, segundo a UEPB.

LEIA MAIS

Greve longa é tortura e só contribui para descrédito da Universidade, diz professor da UEPB

(Foto: Ilustração/Melhores do Enem)

Sob o argumento de que as greves de longa duração são um instrumento de pressão inadequado e ineficaz, que só contribui para torturar a comunidade acadêmica e desgastar a imagem da Universidade pública, inclusive fortalecendo o discurso da privatização da instituição, o Professor Eli Brandão defende, em artigo que o blog reproduz adiante, o retorno às atividades na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB).

LEIA MAIS

Secretários ‘dão o bolo’ no Comando de Greve da UEPB

Professores aguardaram em vão pelos secretários (Foto: Ascom/Aduepb)

A expressão ‘dar o bolo’ significa faltar a um compromisso, a uma audiência ou encontro marcado. Foi o que fizeram na tarde de ontem (6) os secretários de Estado escalados para discutir reivindicações dos professores da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) com o Comando de Greve da categoria.

LEIA MAIS

Imagens e números de um dia de protestos

Manifestação no Ponto de Cem Réis, em João Pessoa

Segundo cálculos da Central Única dos Trabalhadores (CUT), pelo menos 35 milhões de pessoas deixaram de trabalhar hoje (28). Já na avaliação do Palácio do Planalto, a adesão à greve foi fraca. Na Paraíba, a chamada greve geral paralisou 100% do transporte de massa pela manhã na Capital e em Campina Grande e conseguiu o fechamento de dois terços dos estabelecimentos comerciais nas principais cidades do Estado.

LEIA MAIS

Juízes e advogados trabalhistas protestam contra reforma

Manifestação no Fórum Trabalhista do Tambiá (Foto: José Vieira Neto)

Juízes e servidores e advogados que atuam na Justiça do Trabalho na Paraíba participaram na manhã de hoje (28) de manifestação contra as reformas trabalhista e previdenciária na frente do Fórum Trabalhista no Shopping Tambiá, em João Pessoa.

LEIA MAIS

OAB-PB cancela expediente e convoca ato contra reformas

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil na Paraíba (OAB-PB), Paulo Maia (foto), decidiu cancelar o expediente desta sexta-feira (28) na sede da entidade, em João Pessoa, em razão da greve geral anunciada para amanhã.

LEIA MAIS

Fetag mobiliza mais de 2 mil agricultores para protesto amanhã em João Pessoa

Agricultores protestaram na Capital contra reforma da Previdência no dia 15 do mês passado

Mobilizados pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura da Paraíba (Fetag-PB), mais de 2 mil agricultores de municípios das Zonas da Mata Norte e Sul devem participar de ato público na tarde de amanhã (28) no Ponto de Cem Réis, em João Pessoa.

LEIA MAIS

Leitores radicalizam divergências sobre greve na PM da Paraíba

(Foto: Ilustração/Portal Independente)

Causa muita apreensão o noticiário sobre eventual greve da Polícia Militar da Paraíba, dessa vez com possibilidade de mães e mulheres de PMs bloquearem saída de homens e viaturas dos quartéis. Divergências sobre o possível movimento dominam comentários dos leitores do blog nos últimos três dias, como mostra resumo a seguir.

LEIA MAIS

Prazo para pagar contas sem juros e multas é de três dias úteis na Capital

Marcos Santos, do Procon-JP (Foto: Arquivo/Focando a Notícia)

Marcos Santos, do Procon-JP (Foto: Arquivo/Focando a Notícia)

O advogado Marcos Santos, secretário de Defesa do Consumidor de João Pessoa (ProconJP), explicou hoje (7) à tarde em entrevista à rádio Arapuan FM que na Capital é de três dias úteis – e não apenas de 72 horas, como informou este blog – o prazo para pagamento de contas sem juros e multas após o fim da greve dos bancários.

LEIA MAIS

Contas podem ser pagas sem juros e multas até segunda-feira

Juiz Aluízio Bezerra, de João Pessoa (Foto: TJPB)

Juiz Aluízio Bezerra, de João Pessoa (Foto: TJPB)

Toda a rede bancária de João Pessoa, Campina Grande, Cabedelo, Bayeux e Patos está obrigada a prorrogar por no mínimo 72 horas, a partir desta sexta-feira (7), data de encerramento da greve dos bancários, todos os vencimentos de títulos bancários e contratos. Fica impedida, portanto, de cobrar juros, multas contratuais e encargos financeiros dos clientes até três dias após a normalização dos serviços.

LEIA MAIS

Justiça e MPT vão monitorar greve dos bancários diariamente

attachment-4

Audiência sobre greve dos bancários, hoje em João Pessoa (Foto: MPT/PB)

Às vésperas de completar um mês, nesta quinta-feira (6), a greve dos bancários na Paraíba passará a ser monitorada diariamente pela Justiça do Trabalho e Ministério Público do Trabalho (MPT-PB). A decisão foi anunciada após audiência realizada na manhã desta quarta-feira (5) na 5ª Vara do Trabalho de João Pessoa (no Shopping Tambiá – piso E1), com o procurador do Trabalho Eduardo Varandas e o presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba, Marcos Henrique da Silva.

LEIA MAIS

Greve dos bancários: Justiça bloqueia R$ 20 mil de sindicato

(Foto: Arquivo G1PB)

(Foto: Arquivo G1PB)

O juiz titular da 5ª Vara do Trabalho de João Pessoa, Paulo Henrique Tavares da Silva, deferiu pedido do procurador do Trabalho Eduardo Varandas e determinou o bloqueio cautelar de R$ 20 mil nas contas bancárias do Sindicato dos Bancários da Paraíba. O pedido feito pelo Ministério Público do Trabalho no Estado (MPT-PB) “foi em razão de a entidade estar descumprindo acordo judicial (firmado em 2012) e prejudicando a população, especialmente pensionistas e aposentados”, diz nota do MPT-PB divulgada nesta terça-feira (4).

LEIA MAIS

MPT-PB ameaça cobrar multa de R$ 10 mil por dia contra abusos

(Foto: Arquivo/G1)

(Foto: Arquivo/G1)

Após aproximadamente uma hora de audiência, o Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB), através do procurador Eduardo Varandas, determinou a realização de auditoria em agências bancárias de João Pessoa para verificar a situação, por amostragem, do movimento grevista e o atendimento às necessidades essenciais da população.

LEIA MAIS

Greve nos bancos prorroga prazos de documentos do Fies

(Foto: brasileiros.com)

(Foto: brasileiros.com)

O Ministério da Educação publicou ontem (12) portaria no Diário Oficial da União prorrogando os prazos de validade de documentos destinados à contratação de financiamento e ao aditamento de contrato do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

LEIA MAIS

Procon cria email para denúncia de cobrança indevida

Usa Internet Banking? Veja se esta comentendo algum erro ao acessar os sites de bancos (Foto: Pond5)

Usa Internet Banking? Veja se está cometendo algum erro ao acessar os sites de bancos (Foto: Pond5)

A greve nos bancos levou o Procon estadual a criar o endereço eletrônico proconpbgrevebancarios@gmail.com para que os consumidores possam reclamar de eventuais abusos por não conseguirem efetuar pagamentos de faturas por meio de canais digitais como internet banking ou nos caixas eletrônicos e correspondentes bancários.

LEIA MAIS

Corte no orçamento estimula greve na UFPB

Professores realizam assembleia nesta terça (16) no Centro de Vivência do Campus I (Foto: Adufpb)

Tem assembleia de professores nesta terça (16) em todos os campi (Foto: Adufpb)

Os cortes programados pelo governo Temer no orçamento de 2017 das universidades federais, que na UFPB significarão 45% a menos para obras e equipamentos e redução de 10% na verba de custeio, devem estimular uma nova temporada de greves prolongadas de professores, alunos e funcionários da instituição.

LEIA MAIS

UFPB: governo ameaça cortar 55% da verba para 2017

Margareth-Diniz1

Reitora Margareth Diniz, da UFPB (Foto: Andifes)

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) deve sofrer em 2017 cortes de verbas que somados reduzirão em 55% os recursos destinados ao orçamento da instituição. A redução maior, da ordem de 45%, atingirá as verbas com as quais a Universidade investe em obras e equipamentos. Já o dinheiro para manutenção, ou seja, pagar água, luz, telefone, limpeza e vigilância, entre outras despesas, deve ser cortado em 10%.

LEIA MAIS

Stiupb: governo vai vender 25% da Cagepa

Trabalhadores da Cagepa ameaçam nova greve (Foto: Patosonline)

Trabalhadores da Cagepa ameaçam nova greve (Foto: Patosonline)

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas da Paraíba (Stiupb) anunciou nesta quarta-feira (3) que os trabalhadores da Cagepa (Companhia de Águas e Esgotos da Paraíba), em campanha salarial desde abril, “ameaçam paralisar atividades nos próximos dias, caso não haja avanço nas negociações com a empresa”. O impasse, que entra pelo quarto mês seguido, seria parte de uma estratégia para retirar e flexibilizar direitos dos empregados e na sequência vender pelo menos 25% da empresa à iniciativa privada, denuncia a entidade.

LEIA MAIS

Greve na Chesf não causará apagão, garante Sindicato

Apesar de informar que “desde o dia de ontem (4) os mais de 4.000 trabalhadores eletricitários da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), empresa subsidiária da Eletrobrás, paralisaram as suas atividades”, aderindo a uma greve geral com fim previsto apenas para amanhã (6), não haverá interrupção do fornecimento de energia na Paraíba (ou em qualquer outro estado do Nordeste) que possa ser atribuída ao movimento.

LEIA MAIS