MP condena promotora acusada de comprar votos em Mamanguape

Promotora Ismânia (à esquerda) em campanha (Foto: RádioBlog/Polêmica Paraíba)

Acusada de participar de um esquema de compra de votos nas eleições municipais de 2016 em Mamanguape, a Promotora de Justiça Ismânia Carvalho foi condenada ontem (9) a 100 dias de suspensão do exercício de suas funções. Ela é titular da Promotoria de Justiça Cível de Campina Grande.

Clique para ler mais

MP começa a apurar Caso Mamanguape e fixa prazo para promotora se defender

Clique para ler mais