A BEM DA VERDADE, por Nivaldo Magalhães

Sede da Empaer em Cabedelo (Imagem Google Maps)

A propósito de texto atribuído ao Professor aposentado Antônio Carlos Ferreira de Melo, publicado nesse blog, a bem da verdade venho prestar os seguintes esclarecimentos:

1 – Sem antes apurar as informações, divulga o professor sobre veículos estacionados no pátio da Empaer. Todos serão divididos em lotes para leilão público, porque renovamos a frota com 71 veículos com recursos do MAPA/SAF e um outro com recursos advindos do último leilão de carros inservíveis para os trabalhos da Extensão Rural. Por recomendação do Ministério e do Governo do Estado, sempre que se adquirir novos veículos a mesma quantidade será recolhida para leiloar e os que estiverem em condições de uso são repassados em comodato às Prefeituras Municipais (inclusive a da cidade do professor), Sindicatos, Associações de Produtores Rurais, entre outros.

2 – O professor Antônio Carlos tem conhecimento de tudo isso, mas prefere omitir, porque, na verdade, quer confundir a opinião pública com costumeiras inverdades, quando deveria dizer a verdadeira razão dos ataques ao Governo e a Secretaria da Agricultura e suas vinculadas. Assim vem agindo depois que saiu do Governo e teve seus interesses pessoais contrariados. Ele, à época, me procurou para que a empresa que criou para seu filho fizesse o gerenciamento de Frota de Veículos por satélite. Mas não preencheu os requisitos para a Emater contratar. A partir daí a Emater, que tanto elogiava e a quem gostaria de prestar serviços, passou a ser alvo de suas críticas.

3 – Paciência, Professor! Você, agora, se dependura em uma vergonhosa publicação do Pesquisador da Embrapa Camilo Flamarion em que a única verdade que apresentou está no título “SAUDADES DA EMEPA”, pois, realmente, deve estar com muitas saudades porque a Emepa servia apenas para dar seu expediente, sem qualquer resultado produtivo para Empresa ou para Embrapa. Desafio o Pesquisador a apresentar nos últimos 10 anos uma única pesquisa ou até mesmo uma única ação prática que beneficiou a sociedade paraibana e que justificasse os seus salários.

4 – Mesmo na Pandemia, os dedicados e comprometidos servidores da Empaer vêm desenvolvendo importantes ações em todas as áreas, a exemplo do Projeto Algodão, sendo a Paraíba o único Estado no Brasil junto a FAO/ABC/Embrapa quanto nos países do Mercosul e Haiti.

5 – Estamos desenvolvendo um dos maiores Projetos de Regularização Fundiária do País, entregando nos 21 municípios do Território da Borborema mais de 20 mil títulos de terra, em parceria com MAPA/INCRA e Governo do Estado, através da Empaer, com recursos de mais R$ 8 milhões. Em breve, assinaremos o primeiro de uma série de muitos projetos do Programa Terra Brasil – Crédito Fundiário, através do Empaer, Banco do Brasil e Banco do Nordeste. Este primeiro contemplará 23 famílias, com recursos na ordem de R$ 3 milhões; firmamos parceria, através de Termo de Cooperação Técnica, com mais 200 prefeitos, para melhor levar as Políticas Públicas ao Agricultores, como PAA, PNAE, Pronaf, Garantia Safra… Por fim, são muitas outras ações que estão possibilitando aos agricultores familiares uma melhor condição de vida.

  • Nivaldo Magalhães
    Presidente da Empaer (Empresa de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária) e da Asbraer (Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural)

A ALTERNATIVA PARAÍBA, por Joilton Costa

Comunidade cigana em Sousa (Foto: EBC/Meramente ilustrativa)

A liderança política do senador Cássio Cunha Lima não é uma conquista pessoal dele. É o reconhecimento de um trabalho político com muitos serviços prestados, e com destaque, em todos os mandatos que ele exerceu.

Clique para ler mais