PEQUENOS DESASTRES DOMÉSTICOS, por Ana Lia Almeida

Imagem meramente ilustrativa copiada do br.pinterest.com

Infiltrações. Entupimentos. Peste de cupins. Colônias de mofo. Greves de eletrodomésticos. Na falta de encanadores, eletricistas, marceneiros, dedetizadores, o repertório infinito das dificuldades domésticas apresenta cenas das mais dramáticas.

Aquela estante despencando sem aviso prévio, deixando seus livros preferidos arreganhados pelo chão. Aquela família de ratinhos que você descobriu morar dentro do forno. Aquele varal que partiu, derrubando seus lençóis ainda molhados na lavanderia. O cachorrinho comendo o carregador do seu notebook.

Tão logo o sujeito se depare com a coisa quebrada ou a situação a ser resolvida, verá irromper o grande portal que o conduz à dimensão paralela dos pequenos desastres domésticos. Vai atravessá-lo e pronto! A manhã toda já terá se passado, o restante do dia estará perdido e nada mais restará a não ser torcer para que o dia seguinte seja melhor.

• Ana Lia Almeida é Professora e Escritora

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *