Janot libera investigação sobre pedofilia na igreja pelo MPT-PB

Varandas preside inquérito (Foto: JP)

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, atendeu pedido do Ministério Público do Trabalho (MPT) e autorizou ontem (20) a Procuradoria Regional do Trabalho a retomar a investigação dos casos de pedofilia envolvendo padres da Arquidiocese da Paraíba.

O procedimento investigatório havia sido suspenso, em outubro passado, pelo vice-procurador-geral da República, José Bonifácio Borges de Andrada.

O chefe do MPU entendeu que não havia conflito de atribuições entre o MPT e o Ministério Público Estadual, haja vista que este apura o aspecto criminal da pedofilia. Já o MPT, averigua a exploração sexual de meninos para fins comerciais como uma das piores formas de trabalho infanto-juvenil.

Da mesma forma, o Conselho Nacional do Ministério Público arquivou denúncia que questionava a atuação do MPT. O Tribunal Superior do Trabalho (TST) já havia consolidado jurisprudência em favor da legitimidade do MPT para apurar esses casos.

“Vamos prosseguir as investigações com imparcialidade, tranquilidade e eficiência, agora contando com a valorosa parceria da Promotoria de Justiça”, concluiu o procurador do Trabalho Eduardo Varandas, que preside o inquérito civil.

  • (por Henriqueta Santiago, da Ascom/MPT-PB)
É BOM ESCLARECER
O Blog do Rubão publica anúncios Google, mas não controla esses anúncios nem esses anúncios controlam o Blog do Rubão.

Uma resposta para Janot libera investigação sobre pedofilia na igreja pelo MPT-PB

  1. Glaucio escreveu:

    Que apareça a verdade, que nós não a tememos. Espero que o jogo sujo contra Dom Aldo venha à tona.