Cássio não foi citado por Machado, esclarece assessoria do senador

Através de nota encaminhada pelo jornalista Joilton Costa, a Assessoria de Imprensa do senador Cássio Cunha Lima esclareceu na tarde desta sexta-feira (17) que em nenhum momento da delação premiada de Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro, aparece o nome do atual líder do PSDB no Senado. Na verdade, juntamente com o senador Aécio Neves, o parlamentar apenas assina nota do seu partido rebatendo as acusações do delator. O esclarecimento, reproduzido a seguir, desmente nota publicada no Correio Braziliense compartilhada pelo Blog do Rubão nesta data.

  • Prezado Rubens, no seu prestigioso blog foi publicada a postagem “Citados, Cássio e Aécio divulgam nota contra Machado”, compartilhando notícia publicada no site do jornal Correio Braziliense desta quinta, 17.
    Devo registrar que em nenhum momento o nome do senador Cássio Cunha Lima foi citado pelo ex-presidente da Transpetro no seu acordo de delação premiada. Peço, portanto, que o texto seja esclarecido, tendo em vista a credibilidade que têm o seu blog e as suas opiniões.
    Mesmo procedimento já foi adotado junto ao jornal Correio Braziliense para que a devida correção seja promovida.

Paraíba lidera Nordeste em número de mestres e doutores

A Paraíba atingiu em 2014 o maior percentual do Nordeste de mestres e doutores no corpo docente da educação superior ministrada no Estado. Chegamos a 80,2% de professores universitários com mestrado e a 39,5% com doutorado, bem acima da média da região (72,2% e 31,3%, respectivamente) e com razoável distância dos estados nordestinos mais ricos.

Pernambuco, por exemplo, cravou 74,9% de mestres e 33,5% de doutores, enquanto o Ceará ficou com 78,6 e 31,8% e a Bahia, 69,1 e 29,5%, respectivamente. No ‘ranking nacional’ da qualificação docente, considerando o somatório das duas titulações acadêmicas, só perdemos para Rio de Janeiro (81,9% de mestres e 45,5% de doutores) e Rio Grande do Sul (85,3 de mestres e 42,3% de doutores).

Os dados constam do Anuário Brasileiro da Educação 2016 (acesse a íntegra clicando aqui). Traz os números da educação brasileira atualizados até 2015, com a maioria das estatísticas que a publicação traz mostrando a evolução educacional entre 2001 e 2014.

Crônica de Bruno Filho sobre os descaminhos do nosso futebol

BRUNO FILHOEm pouco mais de quatro anos de militância profissional no radiojornalismo paraibano, Bruno Filho se transformou em uma das unanimidades inteligentes da comunicação de massa na Paraíba. Tenho o privilégio de testemunhar diariamente em estúdio, nas tardes de segunda a sexta, a competência e a elegância com que ele exerce o ofício de âncora na CBN João Pessoa.

As mesmas qualidades Bruno Filho exibe quando escreve, como prova a crônica a seguir disponibilizada em áudio, escrita logo após a derrota da Seleção Brasileira para o Peru, na Copa América. Na voz de Hebert Araújo, com edição de Jonathan Dias, confiram “Um desabafo de quem vive no esporte há 50 anos“.

 

Debate: arte, cultura e políticas públicas sob olhar do cristianismo

Qual é a visão do cristianismo sobre a cultura, arte e as políticas públicas? Esses temas serão debatidos em dois dias na segunda semana do projeto ‘Vivart, a Glória da Arte’, o mês das artes da Cidade Viva, de João Pessoa. Nesta sexta-feira (17) e também sábado (18), o Vivart promove “I Conferência sobre cultura, arte e políticas públicas: uma cosmovisão cristã”. Começa às 20h, no Centro de Convenções Cidade Viva, no Bessa. Entrada franca.

A programação completa do ‘Vivart – A Glória da Arte’ pode ser acessada na página da Cidade Viva na Internet (www.cidadeviva.org) e também nas redes sociais (www.facebook.com/cidade.viva).

 

 

 

 

Morre Rubén Aguirre, o Professor Girafales do Chaves

O ator mexicano Rubén Aguirre, famoso por representar o personagem Professor Girafales, do seriado Chaves faleceu aos 82 anos. A morte foi noticiada por seu companheiro de elenco Edgard Vivar.

“Meu professor favorito descansa em paz… Hoje meu grande amigo Rubén Aguirre parte deste plano. Sentirei muitas saudades”, publicou ele em sua conta de Twitter junto com a última foto que tiraram juntos.

professor_girafales

(da Agência Brasil, com Agência Telam)

Estudantes têm até hoje para participar da lista de espera do Sisu

Termina hoje (17) o prazo para participar da lista de espera do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). A adesão é feita na internet, no site do Sisu. Os candidatos na lista começarão a ser convocados a partir do dia 23 de junho. Podem participar tanto os candidatos que não foram selecionados em nenhuma das opções na chamada regular quanto aqueles selecionados na segunda opção, independentemente de terem feito a matrícula. A participação na lista de espera está restrita à primeira opção de vaga do candidato.

(Leia matéria completa na Agência Brasil)

Citados, Cássio e Aécio divulgam nota contra Machado

Após terem sido citados na delação premiada de Sérgio Machado, na últma quarta-feira (15/6), os senadores Aécio Neves, Cássio Cunha Lima e o deputado Antônio Imbassahy escreveram uma nota rebatendo as acusações feitas pelo ex-presidente da Transpetro. Divulgado pelo PSDB, o texto afirma que o delator “usou indevidamente o nome do partido para benefício próprio”.

É com esse parágrafo que o Correio Braziliense introduz em sua edição desta sexta-feira (17) nota assinada pelos líderes do PSDB no Congresso sobre as novas revelações de Sérgio Machado, o ex-presidente da Transpetro que com sua delação já derrubou três ministros do governo interino de Michel Temer. Leia mais clicando aqui.

Empreiteiro confirma pagamento de propinas ao PT através de Vaccari

“Político quando está em campanha, ele só se preocupa com a receita e não controla despesas.” A opinião é do dono da empreiteira UTC, Ricardo Pessoa, ao analisar os repasses de propinas que eram feitos em dinheiro em espécie para políticos, em depoimento ao juiz federal Sérgio Moro, em Curitiba, nesta quinta-feira, 16. O empreiteiro foi uma das testemunhas de acusação contra o marqueteiro do PT João Santana e o dono da Odebrecht, Marcelo Bahia Odebrecht.

Assim O Estado de S. Paulo abre na manhã desta sexta-feira (17) uma das principais matérias da editoria de Política publicadas em seu portal (politica.estadao.com.br). “Pessoa confirmou em juízo que pagava propinas ao PT, via ex-tesoureiro João Vaccari Neto, por ordem do ex-diretor de Serviços da Petrobrás Renato Duque – indicado pelo partido ao cargo. E também que repassou valores em espécie, que não eram de propina, a pedido dos políticos”, acrescenta o jornal.

Leia a matéria completa clicando aqui.

Dez anos sem Bussunda. Cassetas contam histórias

RIO – Há exatos dez anos, o Brasil perdia Cláudio Besserman Viana, o Bussunda. Naquele fatídico 17 de junho de 2006 o humorista estava cobrindo a Copa da Alemanha, por trabalho e por amor, quando sofreu um infarto no meio de uma pelada entre amigos. Para marcar a data, “um dia para lembrar de coisas boas e não de sentir tristeza”, como diz Cláudio Manoel, os Cassetas armaram uma pelada, mas não uma pelada qualquer: um jogo com a participação ilustre de Zico e Júnior, ídolos do time do coração de Bussunda, o Flamengo. Além disso, convocados pelo GLOBO, Cláudio Manoel, Beto Silva, Hélio de la Peña e Reinaldo Figueiredo reviraram as memórias para contar algumas das histórias preferidas que viveram ao lado do humorista que viveu os eternos Ronaldo Fofômeno e Marrentinho Carioca, atacante do Tabajara Futebol Clube (aquele do “fala sério”).

(por Liv Brandão, de O Globo. Leia a matéria completa clicando aqui).

Machado cita propinas a Sarney Filho e ao PSDB

“A comparação entre as informações prestadas pela Camargo Corrêa aos procuradores da Lava Jato e a delação premiada de Sérgio Machado, ex-diretor da Transpetro, sugere que a empreiteira omitiu dois pagamentos de suborno”, diz a Folha de S. Paulo em matéria publicada na madrugada desta sexta-feira (17). Machado garante ter pago uma propina de R$ 400 mil a José Sarney Filho, em 2010, e o equivalente hoje a R$ 1,5 milhão para a campanha do PSDB em 1998. “A Camargo Corrêa sempre foi um grande doador das campanhas tucanas”, revelou Machado aos investigadores da Lava Jato.

Sarney Filho, ministro do Meio Ambiente do presidente interino Michel Temer, nega ter recebido recursos ilegais do ex-aliado de seu pai e chamou Machado de “picareta”. Em nota, o PSDB lembra que o delator – senador e líder do partido no governo Fernando Henrique Cardoso – jamais ocupou cargos executivos na gestão tucana, o que o impossibilitaria de negociar vantagens. Segundo a nota, os crimes cometidos por Machado ocorreram na gestão do PT.

Para ler a matéria completa da Folha, clique aqui.

Temer é citado pelo menos 25 vezes em delações e planilhas

Sérgio Machado, o “Gravador-Geral da República”, como diria o irreverente José Simão, divulgou nota na noite desta quinta-feira (16) na qual reafirma que Michel Temer pediu dinheiro (de origem que o presidente interino saberia ser ilícita) para a campanha de Gabriel Chalita a prefeito de São Paulo pelo PMDB, em 2012. O pedido teria sido feito em setembro de 2012 numa conversa na Base Aérea de Brasília.

“Após esta conversa mantive contato com a empresa Queiroz Galvão, que tinha contratos com a Transpetro, e viabilizei uma doação de R$ 1,5 milhão feita ao diretório nacional do PMDB; o diretório repassou os recursos diretamente à campanha de Chalita. A doação oficial pode ser facilmente comprovada por meio da prestação de contas da campanha do PMDB”, diz Machado em sua nota, divulgada após manifestação de Michel Temer negando tanto o encontro quanto o pedido de dinheiro para a campanha de Chalita.

O nome do presidente interino aparece pelo menos 25 vezes em planilhas de supostas propinas e delações premiadas da Lava Jato e operações anteriores da Polícia Federal. Em 2009, durante Operação Castelo de Areia, a PF apreendeu na casa de um executivo da Camargo Corrêa documentos nos quais Temer é citado 21 vezes ao lado de quantias que somam US$ 345 mil.

Em 2014, já com a Lava Jato, nova planilha de executivos da mesma empreiteira relacionava o então vice-presidente a dois pagamentos de US$ 40 mil por projeto de pavimentação em Araçatuba e pela duplicação de uma rodovia em Praia Grande, cada um deles estimado em US$ 18 milhões.

Ainda em 2014, a PF apreendeu um celular de José Aldemário Pinheiro, dono da OAS, e no aparelho descobriu conversas nas quais o deputado Eduardo Cunha questionava o empreiteiro por ele pagar R$ 5 milhões de reais a Temer de uma vez e adiar o repasse a outros líderes do PMDB.

Em 2015, Júlio Camargo, ex-consultor da empresa Toyo Setal, disse aos investigadores da Lava Jato que o lobista Fernando Baiano operava para Renan Calheiros, Eduardo Cunha e Michel Temer no esquema de corrupção da Petrobrás.

Em fevereiro deste ano, o senador Delcídio do Amaral (MS), envolveu Temer em um caso de aquisição ilegal de etanol por meio da BR Distribuidora, ocorrido entre 1997 e 2001, ainda no governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

(com UOL e Carta Capital)

Campina reabre o Mac e abre o 24ª Salão de Artesanato

Duas boas notícias vêm de Campina Grande nesta quinta-feira (16). A primeira: a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) reabre às cinco da tarde dessa sexta-feira (17) o Museu de Arte Contemporânea da Paraíba (Mac), que toma o lugar do antigo Museu Assis Chateaubriand.

Reabertura com direito a duas exposições: uma do acervo (200 peças) da Fundação Espaço Cultural (Funesc) e a outra de obras da Granja Santana, com destaque para quadros de Tomás Santa Rosa, Di Cavalcanti, Flávio Tavares e Miguel dos Santos.

A segunda boa notícia é a abertura, também nessa sexta (17), às sete da noite, do 24ª Salão de Artesanato da Paraíba, que permanecerá até o dia 3 de julho das 13 às 21h na antiga sede da Ourovel, na Avenida Severino Cabral, mostrando o trabalho de 308 expositores oriundos de 79 municípios.

MP Estadual e do Trabalho recebem denúncia contra delegados

(matéria atualizada às 19h15)

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) e o Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB) receberam denúncia contra delegados de Polícia Civil que teriam sido cooptados pelo Governo do Estado para desmobilizar a categoria em troca de “plantões extras” que representariam mais de R$ 5 mil por mês para cada beneficiário.

O reforço na remuneração dos delegados seria privilégio de uns poucos “que quase duplicam seus salários” (…) através “de um aumento salarial disfarçado que não é estendido aos demais”. Os ditos privilegiados seriam dirigentes sindicais ou de associações criadas para defender os interesses da categoria junto ao governo e, por conta da pretensão cooptação, há muito defenderiam apenas os interesses do governo junto à categoria que dizem representar.

A denúncia consta de requerimento encaminhado no dia 30 de maio último ao Procurador-Geral de Justiça do Estado, Bertrand Asfora, e à ‘Procuradoria Geral (sic) do Trabalho na Paraíba’ (veja documento reproduzido abaixo), que deve ser o MPT. O denunciante não se apresenta com a sua verdadeira identidade. “O anonimato se faz necessário por razões óbvias, mas a documentação anexa não permite dúvidas com relação à situação apresentada”, escreve o requerente.

Segundo quem denuncia, a intenção é ver o que afirma ser investigado e comprovado pelo MPPB e o MPT, que têm competência para buscar na Justiça “a redistribuição desses plantões extra entre todos os integrantes da categoria”.

O blog solicitou na tarde desta quinta-feira (16) um esclarecimento ou posicionamento da Secretaria da Segurança Pública sobre o assunto. No começo da noite, através de sua Assessoria de Imprensa, o secretário Cláudio Lima mandou dizer que “nenhum documento acerca dessa denúncia anônima foi encaminhado à Secretaria de Segurança e Defesa Social”.

DENÚNCIA AO MP X POLÍCIA 2

 

Ricardo vendeu dificuldade antes de anunciar a facilidade de pagar o 13º

Ricardo Coutinho anunciou na noite desta quarta-feira (15) o pagamento de metade do 13º salário dos servidores estaduais, que será feito nessa sexta (17). O anúncio foi feito através do Twitter e na sua tuitada o governador aproveitou para dar uma estocada no prefeito Luciano Cartaxo, de João Pessoa, que fez comunicado idêntico no início da semana, com pompa e circunstância, através de trabalhadas entrevistas à imprensa.

“(Serão) 127 mi (milhões de reais) na economia junina. Sem coletiva”, escreveu Ricardo.

Apesar da alfinetada, ao inaugurar pavimentação de ruas em Mangabeira, o governador não deixou de abordar o pagamento do 13º nas entrevistas que concedeu na manhã desta quinta-feira (16) e, ao meio dia, sua secretária de Administração, Livânia Farias, foi escalada pela comunicação governamental para exaltar o ‘feito’ do chefe em programas de rádio da Capital.

Além desses movimentos que expõem a semelhança entre as estratégias de divulgação e promoção de Ricardo e Cartaxo, custa nada lembrar que até o meio desta semana o governador vendia ao distinto público que enfrentava enorme dificuldade para para fazer o pagamento finalmente anunciado e confirmado.

Após a tuitada, a dificuldade revelou-se, portanto, mais uma tremenda facilidade com que nossos governantes usam de artimanhas para se apresentarem ao mesmo distinto público como heróis ou no mínimo protagonistas de grandes façanhas. Mesmo que a façanha signifique transformar o salário pouco e ruim do servidor de Estado ou município em peça ou argumento de propaganda pessoal.

Atualizando: RC anuncia 13º e alfineta Cartaxo e Cássio

Ricardo Coutinho anunciou na noite desta quarta-feira (15) o pagamento de metade do 13º salário dos servidores estaduais, que será feito nessa sexta (17). O anúncio foi feito através do Twitter e na sua tuitada o governador aproveitou para dar uma estocada no prefeito Luciano Cartaxo, de João Pessoa, que fez comunicado idêntico no início da semana, com pompa e circunstância, através de trabalhadas entrevistas à imprensa. Quem puxar mais um pouco pela memória vai lembrar que a alfinetada estende-se a Cássio Cunha Lima, que quando governador também convocou entrevista para anunciar 13º. Confira a postagem:

RC E O 13º

‘Vingança maligrina’: Renan ameaça impichar Janot

Revoltado com o Doutor Rodrigo Janot, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) confessou publicamente que pode usar os seus poderes de presidente do Senado para viabilizar o andamento de um pedido de impeachment do atual Procurador-Geral da República. Apesar de desaconselhado por diversos dos seus pares, tanto nos bastidores como no plenário, Renan está um pote até aqui de mágoa e deu sinais visíveis de que perdeu a habitual frieza com que tenta encarar reveses como o pedido de prisão contra a sua pessoa formulado ao Supremo pelo Ministério Público Federal. Mais sobre o assunto você pode ler no Estadão (politica.estadao.com.br), que em sua versão impressão está com a primeira página desta quinta (16) desse jeito:

BROESP11: ESTADO-PRIMEIRA-PAGINAS  [SP_A] ... 16/06/16

Deu na Folha: peemedebistas confirmam detalhes da delação de Machado

Sob o título ‘Partilha ingrata’, a nota de abertura da coluna Painel da Folha de São Paulo de hoje diz que  “ao menos um ponto da delação de Sérgio Machado é confirmado por pessoas que viveram os bastidores do PMDB em 2014”. Refere-se ao fato de Michel Temer ter reassumido naquele ano o comando do partido “para arbitrar a distribuição de R$ 40 milhões encaminhados pelo PT, depois de caciques da Câmara reclamarem que só senadores eram beneficiados”. Acrescenta que Temer voltou a presidir o seu partido em julho de 2014, quando a Câmara era presidida por Henrique Alves e a liderança do PMDB na Casa estava entregue a Eduardo Cunha.

Pra começo de conversa

Depois de 42 anos militando no jornalismo impresso, estreio neste blog o que seguramente será o meu ‘canto do cisne’ no ofício de escrever informação e opinião. Os conteúdos publicados neste espaço serão distribuídos nas categorias ‘Fatos’, ‘Pitacos’, ‘Ctrl+V’ e ‘Litteris’, conforme o menu exposto no alto da página.

O enunciado de cada uma das categorias induz naturalmente aos respectivos propósitos. Notícias em ‘Fatos’, opiniões em ‘Pitacos’, matérias de destaque publicadas em outros espaços da Internet em ‘Ctrl+V’ e escritos especiais de convidados especialíssimos deste blogueiro em ‘Litteris’.

Com tal composição e semelhante à coluna que publiquei ininterruptamente nos últimos 13 anos em diferentes veículos da imprensa paraibana, o Blog do Rubão traz o compromisso de sempre deste jornalista: conduzir-se com verdade e ética em cada palavra que levar ao conhecimento do leitor.

Precisando…

Agradeço desde já o prestígio de sua honrosa leitura e me coloco à disposição para divulgar ou comentar assuntos de indiscutível e legítimo interesse da Paraíba e de meus concidadãos. Contatos e colaborações poderão ser encaminhadas por Facebook, Twitter, Instagram, Whatsapp e mensagens para os seguintes endereços de email: rubensnobrega@uol.com.br, rubensnobrega2@yahoo.com.br e rubensnobrega57@gmail.com.

Atenciosamente,

Rubens Nóbrega.

A pequenez de um gesto que deslustra a obra que a cidade aplaude

Rubens Nóbrega

Suetoni Souto Maior avaliou em seu blog que o prefeito Luciano Cartaxo, de João Pessoa, “subiu no muro” quando excluiu os nomes da presidente Dilma Rousseff e do presidente interino Michel Temer da placa de reinauguração do Parque Solon de Lucena. Mas, para além da ‘tucanice’ aventada pelo competente jornalista, o gesto é a mais perfeita tradução da mesquinhez política que o alcaide deve enxergar nas críticas à ‘reforma da Lagoa’, obra entregue domingo (12) a uma população que seguramente aplaude e a reconhece como importante para a cidade.

A exclusão cometida deve ser vista também como expressão de reprovável deslealdade intelectual, porque omite um dado absolutamente inafastável da história dessa obra: o Governo Federal é o grande patrocinador da chamada revitalização do parque da Lagoa. Cerca de 92% ou mais dos recursos lá empregados saíram dos cofres da União. Foram liberados justamente pela presidente que o prefeito hoje ignora e com ela rompeu tão logo sua então aliada e correligionária caiu em desgraça perante a opinião pública por conta da crise política que abala o Brasil desde o final de 2014.

Dnit inicia este ano obras na BR 230 sem o viaduto que cedeu ao Estado

Rubens Nóbrega

Mais de R$ 300 milhões serão investidos pelo Governo Federal em melhorias e alargamento da BR 230 na Grande João Pessoa. O dinheiro será aplicado na adequação da capacidade da rodovia ao seu atual e futuro volume de tráfego. Vai beneficiar especificamente o trecho compreendido entre o Km Zero, em Cabedelo, e o Km 28.1, no entroncamento com a BR 101 em Oitizeiro, na Capital. A obra deverá ser iniciada ainda este ano pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Segundo o engenheiro Rainer Branco, chefe da unidade do órgão em Santa Rita, até o final do mês deverá ser publicado o edital de licitação da obra, que já contaria com R$ 150 milhões alocados no Orçamento Geral da União (OGU) para este ano. Com esses recursos, o Dnit poderá executar ainda em 2016 boa parte das ruas laterais e da terceira faixa de rolamento a ser implantada nos dois sentidos da BR, conforme projeto aprovado desde o final de 2014.

Originalmente, o projeto contemplava um viaduto no Geisel, mas no final de 2013 o Governo do Estado pediu e conseguiu autorização do Dnit – além de R$ 20 milhões do Ministério das Cidades – para construir, isoladamente, a obra que vem sendo executada entre o estádio Almeidão e a nova Central de Polícia, na mesma rodovia.

Samu monta esquema especial para evento com Dilma no Espaço

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) de João Pessoa colocará sua unidade especial com toda estrutura de uma UTI à disposição de Dilma Rousseff enquanto ela estiver em solo paraibano nesta quarta-feira (15). A providência é praxe durante visita de chefe de governo a qualquer outro lugar do país fora de Brasília. A informação foi prestada há pouco ao Blog do Rubão pelo jornalista Eduardo Carneiro, secretário de Comunicação Social da Prefeitura de João Pessoa.

Eduardo Carneiro esclareceu ainda que o Samu instalou um posto no Espaço Cultural com todos os profissionais (médicos, enfermeiros, técnicos etc.) e equipamentos necessários a atendimentos de emergência durante a audiência pública que a Assembleia Legislativa promove à tarde na Praça do Povo com a presença da Presidente da República. “Teremos ainda motolâncias e uma ambulância do Hospital Clementino Fraga à disposição do público, além de toda a rede de saúde do município de prontidão e em alerta para qualquer ocorrência”, acrescentou o secretário.

Os esclarecimentos da Comunicação da Prefeitura foram necessários porque desde cedo desta quarta circulou boato nas redes sociais sobre uma suposta negativa do governo municipal a um pedido da Assembleia para que o Samu colocasse equipes e viaturas a serviço da multidão esperada para o evento com Dilma. Eduardo Carneiro disse também que o posto fixo no Espaço será compartilhado com o Corpo de Bombeiros e o Clementino Fraga.

SMS DIVULGA NOTA

No final da manhã, a Secretaria Municipal de Saúde divulgou a seguinte nota a respeito dos serviços que mobilizou para a permanência da presidente Dilma em João Pessoa:

A Secretaria Municipal de Saúde informa que, para acompanhar a audiência pública da presidenta afastada Dilma Rousseff, será disponibilizado o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), por meio de uma Unidade de Saúde Avançada e, toda a rede hospitalar e de Pronto Atendimento (UPAS) do município estará a disposição como retaguarda.

O evento contará também com um posto fixo para atendimentos de saúde e com equipes do corpo de bombeiros que dará assistência a todo público presente”.

Professor vê mesquinharia e dor de cotovelo em críticas à obra da Lagoa

Rubens Nóbrega

“Pense num debate mesquinho, inócuo e inútil!”, comentou o Professor Menezes nesta terça-feira (14) sobre a guerra de notas e pronunciamentos em torno de possíveis defeitos da reforma realizada pela Prefeitura de João Pessoa no Parque Solon de Lucena. O embate tem como protagonistas auxiliares e partidários do prefeito Luciano Cartaxo de um lado e, do outro, vereadores de oposição e porta-vozes oficiais e oficiosos do governador Ricardo Coutinho.

O mestre avalia que a oposição está perdendo e perdida nesse confronto, porque apega-se a detalhes que seriam facilmente abafados e rapidamente esquecidos diante do ‘conjunto da obra’. Menezes acredita que terão melhor proveito na estratégia de queimar o filme do prefeito os oposicionistas que investirem na celeridade e divulgação das investigações sobre o suposto superfaturamento de R$ 9,6 milhões que a CGU (Controladoria-Geral da União) levantou ano passado na ‘obra da Lagoa’.

A quantia, lembra o Professor, corresponde à soma dos valores pretensamente desviados dos serviços de desassoreamento da Lagoa, com a retirada e transporte da lama escavada para o aterro sanitário metropolitano. Também entra nessa conta a construção do túnel projetado para dar vazão até o Rio Sanhauá, na Cidade Baixa, do acúmulo de água que transborda e alaga o anel viário interno a cada chuva mais intensa.

“A reforma ficou bacana e as reações a ela expõem uma evidente dor-de-cotovelo de quem teve a chance e os meios para fazê-la e nada fez”, disse Menezes, numa estocada com endereço certo, porque seguramente remete a Ricardo Coutinho, que foi prefeito da Capital por um mandato e meio e não fez qualquer intervenção recuperadora da Lagoa, um logradouro de referência da cidade que nos últimos 50 anos sofreu processo de acentuada degradação.