Prazo para sacar PIS/Pasep vai até 6ª. Veja o que fazer

Cerca de 4,5 milhões de cotistas do Fundo PIS/Pasep ainda não sacaram o dinheiro por problemas cadastrais faltando menos de uma semana para se encerrar o prazo. Especialista em educação financeira, Reinaldo Domingos escreveu alertando para a importância do resgate desses valores. Segue adiante o artigo.

Muitas pessoas não dão importância aos pequenos valores e é o que estamos observando em relação ao Fundo PIS/Pasep, que poderá ser resgatado até o dia 28 de Setembro. São cerca de 4,5 milhões de cotistas que ainda não sacaram esse dinheiro por conta de problemas cadastrais faltando menos de uma semana para o prazo se encerrar. E o importante é que esse valor não é pequeno para quem quer colocar a vida financeira em dia, já que cada cotista deve receber, em média, R$ 1370.

O que se observa é que as pessoas reclamam da situação financeira, mas na maioria das vezes deixam passar oportunidades de ganhos extras, o que mostra que elas não valorizam os pequenos valores. Posso citar outros exemplos, como restituição de imposto de renda e programas de milhagens e pontuações, é incrível as formas de deixar de ganhar que as pessoas aceitam

Uma das principais causas para números tão relevantes é justamente a falta da informação e principalmente da ausência da educação financeira na vida das pessoas. É preciso se atentar à importância de utilizar todos os recursos que estão ao nosso alcance para assim poder atingir melhores condições de vida e consequentemente realizar os sonhos que se deseja. Portanto, para que os que mais necessitam não percam essa oportunidade mostro algumas informações importantes

Quem pode sacar

O saque das cotas do Fundo PIS/Pasep é voltado para cotistas de todas as idades que trabalharam entre 1971 e 1988 e válido até 28 de Setembro. É importante lembrar também que esse benefício não tem relação com o abono salarial anual do PIS/Pasep.

Para fazer o saque, trabalhadores de empresas privadas devem procurar uma agência da Caixa Econômica. Já para os servidores públicos, esse saque deve ser feito em agências do Banco do Brasil. Lembrando que após o dia 28 de Setembro as regras antigas voltam a valer, ou seja, os saques só poderão ser feitos por quem tiver 60 anos ou mais ou se pedir a aposentadoria, por exemplo.

Já os correntistas de bancos privados poderão receber o depósito direto na conta, desde que não haja problemas cadastrais. As datas variam de acordo com o cronograma estabelecido em cada banco, portanto não deixe de ir até a sua agência e verificar se você tem direito.

  • Texto de Reinaldo Domingos
  • O autor é Doutor em Educação Financeira, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin – www.abefin.org.br) e da DSOP Educação Financeira (www.dsop.com.br). Autor de diversos livros sobre o tema, como o best-seller ‘Terapia Financeira’, e pode ser visto ainda no canal Dinheiro à Vista

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *