Exposição une literatura e artes plásticas em João Pessoa

Professores em oficina do projeto Livro-Objeto (Foto: Divulgação)

Mostra começa dia 4 e fica aberta até 3 de novembro

O roteiro cultural de João Pessoa vai oferecer no próximo mês uma atração que promete levar o visitante a observar por novos ângulos a literatura e as artes plásticas e visuais.

Trata-se da exposição “Livro-Objeto”, idealizada pela artista plástica maranhense, radicada na Paraíba, Maria dos Mares, em parceria com os professores da UFPB Ricardo Lucena, do Departamento de Fundamentação da Educação, e Amélia Panet, de Arquitetura e Urbanismo.

A mostra ocorrerá no Celeiro Espaço Criativo, localizado no bairro do Altiplano, de 4 de outubro a 4 de novembro, e contará com a curadoria de Raul Córdula, pintor, artista gráfico, cenógrafo, professor e crítico de artes.

Além das obras dos idealizadores do projeto, o evento terá algumas peças do artista pernambucano Sebastião Pedrosa e do grafiteiro Giga Brown. E irá expor a produção de 12 professores e 60 crianças e adolescentes da rede municipal de ensino da capital que, ao longo dos meses de agosto e setembro, confeccionaram seus próprios “livros-objetos”, uma peça que se propõe a extrapolar os limites conhecidos dos livros tradicionais.

A parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), por meio do Programa de Bolsas de Extensão (Probex), foi essencial para integrar a participação de alunos e professores.

O objetivo principal do projeto, segundo Maria dos Mares, é estimular o interesse pela leitura. Mas a exploração desse produto híbrido entre literatura e artes visuais também amplia as possibilidades da rotina de ensino.

Tanto que a proposta inicial de convidar apenas professores de artes se ampliou. Educadores das mais diferentes disciplinas também puderam aprender a construir livros-objetos para produzir, junto com os alunos, peças que explorem temas daquelas áreas de conhecimento, contribuindo para a assimilação dos assuntos.

Com a ideia do projeto no papel, os idealizadores buscaram o apoio do Fundo Municipal de Cultura (FMC) da Prefeitura Municipal de João Pessoa. Após a liberação do financiamento, a equipe primeiramente ofereceu a 12 professores da rede municipal duas oficinas: de narrativa e ilustração, nos dias 3 e 17 de agosto, e de encadernação, no dia 19 de agosto.

Os dois primeiros dias de aula foram ministrados pela artista plástica paraibana Minna Miná e o último dia, pelos artistas Anadelly Oliveira e Paulo Oliveira.

Durante as oficinas, os educadores produziram seus próprios livros-objetos e, ao final das aulas, ganharam a responsabilidade de compartilhar aquele conhecimento com pelo menos cinco alunos cada. O resultado desse trabalho poderá ser conhecido a partir do dia 4 de outubro, no Celeiro Espaço Criativo, localizada no bairro do Altiplano e coordenado pela artista plástica Lucia França, que apoio o projeto desde o início.

Nina Rosa, Maria dos Mares e Metildes Alves (Foto: Divulgação)

Programação

Antes da abertura oficial da exposição, os organizadores vão realizar na próxima quinta-feira (27) um evento de pré-montagem, do qual participarão professores, alunos e artistas convidados. As peças, ainda encaixotadas, serão aos poucos reveladas e posicionadas nos locais de exposição enquanto a atriz Angélica Lemos declama o texto “Desempacotando a minha biblioteca”, de Walter Benjamim.

Já no dia 4 de outubro, a abertura da exposição contará com a presença da Orquestra Infantil do Centro Cultural Tenente Lucena, que fará a recepção dos visitantes no jardim do Celeiro Espaço Criativo. Haverá, ainda, uma intervenção com o ator André Morais, que irá cantar e declamar poemas.

A mostra ficará aberta durante todo o mês de outubro e oferece uma excelente oportunidade de passeio para o período em que se comemora o Dia das Crianças. Além dos livros-objetos, que encantam os pequenos pela plasticidade e convidam à leitura, o espaço também oferecerá uma exposição de brinquedos artesanais.

“Os livros-objetos estarão dispostos em ‘fiteiros’ [espécie de vitrines nas quais tradicionalmente se expõem balas] construídos especialmente para a exposição e poderão ser manuseados pelas crianças e também pelos adultos”, explica Maria dos Mares, acrescentando a proposta é dialogar com todos os públicos, de todas as idades.

  • SERVIÇO
  • Abertura da exposição “Livro-Objeto”
  • Quando: dia 4 de outubro
  • Horário: 19h
  • Onde: Celeiro Espaço Criativo, na avenida João Cirilo da Silva, bairro do Altiplano, João Pessoa
  • Acesso: Gratuito

* A exposição segue até o dia 3 de novembro, com visitações de segunda a sexta, das 9h às 19h, e nos fins de semana, das 10h às 19h.

Texto de Renata Ferreira

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *