Oposição só disputa se forem anuladas filiações irregulares

A Chapa API na Vanguarda para Todos e Todas, de oposição, divulgou nota na manhã de hoje (9) – leia na íntegra, a seguir – comunicando que não participará de eleição na Associação Paraibana de Imprensa enquanto não forem anuladas quase 100 filiações irregulares de novos associados feitas no atual mandato.

API NA VANGUARDA PARA TODOS E TODAS
ELEIÇÃO NA ASSOCIAÇÃO PARAIBANA DE IMPRENSA (API)
NOTA

Considerando que a API vive um processo eleitoral flagrantemente maculado por filiações irregulares de novos associados;

Considerando que uma comissão eleitoral escolhida pela chapa da situação para um pleito não realizado em julho passado resolveu no último dia 5 de setembro corrente marcar uma eleição para esta segunda-feira, 10, de modo absolutamente arbitrário e desrespeitoso, sem realização de assembleia para a escolha da nova data da eleição, sem sequer consulta ou comunicado oficial à Chapa 2, de oposição;

Considerando que tal decisão é mais uma afronta que se comete ao Estatuto da API, que prevê ritos e prazos para a aprovação e/ou alteração do seu regimento eleitoral;

Considerando que a Chapa 2 recorreu à Justiça para questionar as filiações ilegais e o fez com o exclusivo objetivo de regularizar e moralizar o processo eleitoral em curso, mas um juiz da 7ª Vara da Capital extinguiu o processo sem analisar o mérito da ação e, ao contrário do que foi propagado pela chapa da situação, não definiu data de eleição alguma;

Considerando que foram realizadas pelo menos 96 novas filiações sem análise da Comissão de Sindicância da API, sequer constituída no atual mandato, e que aquele número representa mais da metade dos 170 associados que foram às urnas na última eleição regular da entidade;

Considerando ainda que, ao marcarem com tão exígua antecedência uma eleição para uma segunda-feira pós-feriadão, a chapa da situação e sua comissão eleitoral demonstram que pretendem consumá-la de qualquer jeito, de qualquer forma e a qualquer preço, não levando em conta nem mesmo a disponibilidade dos associados para votação em dia útil, além de desconsiderar a tradição da API de realizar suas eleições aos sábados;

Considerando também que todos os procedimentos da chapa da situação e de sua comissão eleitoral concorrem para desmobilizar os associados e manter a API no marasmo e subserviência aos poderosos da vez;

Considerando, por fim, que participar de uma eleição assim é legitimar uma fraude,

A CHAPA 2 RESOLVE

Comunicar aos associados e à sociedade que não participará da eleição autoritariamente agendada pela chapa da situação e sua comissão eleitoral para esta segunda-feira, 10 de setembro de 2018;

Informar que somente retornará ao processo eleitoral quando este for conduzido sob estrita obediência ao Estatuto da API, com transparência de procedimentos e condições de igualdade para todos e todas postulantes a cargos de direção e dos conselhos da entidade.

Em João Pessoa, Paraíba, 9 de setembro de 2018.

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *