Impostos: Estado apurou mais de R$ 6 bi em sete meses

De janeiro a julho deste ano, mais de R$ 6 bilhões entraram nos cofres do Estado por conta de impostos e taxas que o Governo da Paraíba cobra diretamente ou recebe da União, registrando-se um incremento de receita superior a 5% na comparação com o mesmo período do ano passado.

A informação foi divulgada hoje (8) pelo Sindicato dos Auditores Fiscais da Paraíba (Sindifisco-PB). A nota da entidade diz ainda que a receita própria do Estado aumentou 13,12% em julho deste ano, quando se compara com a arrecadação do mesmo período de 2017.

O Sindifisco atribui o bom desempenho ao trabalho da categoria que representa, ressaltando também que as transferências do Governo Federal para o estadual também cresceram na comparação dos montantes recebidos da União em julho de 2017 e julho de 2018.

A nota do Sindifisco

Resultante de um trabalho compro-metido das auditoras e dos auditores fiscais, a arrecadação própria do Estado (ICMS, IPVA, ITCD e Taxas) fechou com alta no último mês de julho, em relação ao mesmo mês de 2017.

Conforme desempenho da arrecadação, entrou nos cofres do Estado montante superior a R$ 511 milhões, aumento de mais de R$ 59 milhões em relação ao que se arrecadou em julho de 2017, ou seja, incremento de 13,12%.

Os recursos oriundos das transferências constitucionais (FPE, Fundeb, Cide, Fex, IOF-Ouro, IPI-Exp, Lei Kandir e Royalties) também tiveram um excelente desempenho. O Governo Federal transferiu cifra superior a R$ 299 milhões, enquanto que, no mesmo período de 2017, o Estado pôde contar com recursos da ordem de R$ 285 milhões, valores que garantiram incremento superior a R$ 13 milhões (4,64%).

Os números das receitas próprias e das transferências constitucionais revelam que o Estado dispõe de recursos em caixa. Somadas as duas receitas, a cifra é superior a R$ 810 milhões, enquanto que, no mesmo mês de 2017, o montante foi R$ 738 milhões, incremento de mais de R$ 72 milhões (9,84%).

Quanto ao acumulado das receitas próprias, de janeiro a julho, entraram nos cofres do Estado recursos da ordem de R$ 3 bilhões e 367 milhões, incremento superior a R$ 178 milhões (5,61%), enquanto que no mesmo período de 2017, a arrecadação foi de R$ 3 bilhões e 188 milhões.

Sobre as transferências constitucionais, no acumulado de janeiro a julho deste ano, foram transferidos para a Paraíba R$ 2 bilhões e 691 milhões, incremento superior a R$ 144 milhões, um crescimento percentual de 5,69% para o mesmo período do ano passado, quando o Estado recebeu R$ 2 bilhões e 546 milhões em transferências constitucionais.

No acumulado das receitas próprias e transferências constitucionais de janeiro a julho deste ano (superior a R$ 6 bilhões), vê-se que houve incremento superior a R$ 323 milhões (5,65%) na  comparação com o mesmo período de 2017, quando a arrecadação total foi de R$ 5,7 bilhões.

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *