Candidato ao Conselho Superior pede voto em versos

Por Cândido Nóbrega

O defensor público Fábio Liberalino (foto), possuidor de rara sensibilidade poética, está pedindo em versos aos colegas voto para a eleição do Conselho Superior da Defensoria Pública da Paraíba, que ocorre amanhã (31).

Natural de Santa Luzia, ele já recebeu voto de aplauso da Câmara Municipal de João Pessoa pelo legado de uma vida dedicada ao direito, à justiça, à poesia e à Instituição.

“A convivência de mais de três décadas com o sofrimento dos assistidos aguçou-lhe – mais do que a sensibilidade – a inspiração para peticionar muitas das vezes em versos”, destacou o vereador e autor da propositura Bruno Farias, com a propriedade de quem tem o dom de também de exprimir sentimentos através de versos.

Segundo Fábio, esse é o momento de colocar a cara à tapa por um ideal que vai além de interesses particulares, pois política institucional é coisa séria e mexe com a vida dos defensores públicos.

“A omissão dos bons é que gera o predomínio dos maus”, adverte, conclamando os votantes a conhecerem o passado do seu candidato, sua história, qualificação e caráter. Confira abaixo o pedido em versos:

  • Venho aqui nesse momento
  • Caro (a) colega defensor (a)
  • Pedir aqui o seu voto
  • Humildemente eu estou
  • Sou Fábio Liberalino
  • E esse foi o destino que me fez um defensor
  • Vamos votar com louvor
  • Mais um biênio outra vez
  • Todos conhecem meu trabalho
  • Fazendo tanto que fez
  • Ao bem da Defensoria
  • Venho pedir em poesia
  • O voto a todos vocês
  • Sem dar passada perdida
  • O coração bate forte
  • No compasso segue a vida
  • Oeste, Sul, Leste e Norte
  • Somos eternos guerreiros
  • Sou um defensor altaneiro
  • E venho pedir o seu voto

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *