‘Anísio Lula’ X ‘Ricardo Temer’ na Assembleia

Anísio culpa Ricardo (à direita) pelo ‘veto’ à inclusão de Lula no nome do petista (Fotomontagem: Tá na Área)

Ao contrário do que vêm fazendo milhares de petistas em solidariedade ao ex-presidente que se encontra preso, o deputado Anísio Maia não conseguiu incluir o ‘Lula’ para se ver exposto como Anísio Lula Maia no painel de plenário e documentos da Assembleia Legislativa da Paraíba.

A frustração de seu intento o parlamentar petista debita na conta do seu colega Ricardo Barbosa, do PSB, a quem acusa “de ter induzido o plenário da Assembleia a erro” movido por ojeriza a Lula ou “por seu passado Cunha Lima”. Anísio ainda rebatizou o seu alvo como Ricardo Temer Barbosa.

A desavença entre os deputados ocorreu na tarde de ontem (25), durante sessão da Assembleia na Câmara de Vereadores de João Pessoa. O plenário rejeitou o requerimento do petista ao acatar argumento de Ricardo Barbosa de que, nos termos do regimento interno, a definição de nome com o qual o deputado quer se apresentar deve ser feita até 28 de janeiro de cada legislatura,

“O Regimento não diz absolutamente nada quanto à mudança de nome parlamentar. Entretanto, o Art. 322 é claro quando diz que os casos omissos serão decididos pela Mesa ad referedum do Plenário. Porém, se for preciso, apresentar proposta de mudança regimental, assim farei, porque não cabe ao deputado Ricardo Barbosa discutir como algum colega de parlamento deseja ser chamado ou fazer ingerência na autonomia de outro mandato”, disse Anísio Maia.

De acordo com nota distribuída na manhã de hoje (26) pela Assessoria de Imprensa do deputado petista, Ricardo Barbosa, que é primeiro-secretário da Assembleia, expressou sua orientação política e não uma defesa sincera do estrito cumprimento do regimento.

“O deputado Ricardo Barbosa tem saudades de seu passado Cunha Lima. Para ele, que já chamou Lula de ladrão no plenário, deve ser muito difícil ficar ao lado do governo Ricardo Coutinho ouvindo elogios ao presidente Lula”, alfinetou, afirmando ainda que o socialista terá todo o seu apoio “se assumir suas concepções e passar a se chamar Ricardo Temer Barbosa”.

O outro lado

O blog entrou em contato pela manhã com a Assessoria de Imprensa de Ricardo Barbosa, que se encontra nesta quinta-feira em viagem pelo interior do Estado, e pediu manifestação do deputado do PSB sobre as declarações de Anísio Maia. Não houve retorno até o horário de publicação (14h) desta matéria. Mas o espaço continua aberto e disponível para algum pronunciamento ou posicionamento do parlamentar sobre a questão.

3 Comente ‘Anísio Lula’ X ‘Ricardo Temer’ na Assembleia

  1. Antônio Carlos Ferreira de Melo Disse:

    Parece mesmo que esses deputados não tem do que cuidar. A Paraiba tem coisa muito mais importante para ser discutido e implementado, e aí ficam querendo trocar de nome para homenagear um homem que formou a maior quadrilha da história brasileira. Vão trabalhar deputados para justificar o voto dos tolos que votaram em vocês

  2. Arnaldo Costa Disse:

    Essa Assembleia como todas as outras vive brincando com o povo. Não há seriedade por parte desses parlamentares. Mais parecem formarem um bando de idiotas pelas suas declarações e ações.
    Já que falei em idiotas, que tal a Direção daquela casa adquirir livros a serem distribuídos para esses deputados?
    De início, indicaria dois livros:
    – O Odiota, do famoso escritor russo Dostoiévski.
    – O Mínimo Que Você Precisa Saber Para Não Ser Um Idiota, do filósofo brasileiro Olavo de Carvalho.
    Ficam aqui essas dicas. Boas leituras!

  3. RADAR Disse:

    São 36 mamadores, vendedores de conversa; um bando de idiotas que pensam que o Povo é besta. Enquanto gente a essa hora morre, por falta de assistência e medicamentos, os vagabundos tupiniquim mamam nas tetas da viúva. Entram arrastando uma cachorra sardenta, e saem milionários. Doentes, não vão para UPA não, mas para o Sírio Libanês, com tudo pago por nós, com diárias inclusive, e acompanhados de suas excelentíssimas.

    Em outubro: operação lava votos. Divulguemos esta idéia.

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *