Estado atrasa repasse e prejudica mais de 46 mil agricultores

Seca na Paraíba (Foto/Ilustração: Portal do Agreste)

O Governo do Estado deixou de repassar a parte que lhe cabe no Garantia-Safra e com isso deixou de fora do programa federal mais de 46 mil agricultores paraibanos, que juntos receberiam mais de R$ 39 milhões para sobreviver mesmo com a perda de suas lavouras.

A informação foi divulgada na manhã de hoje (26) pelo deputado Benjamin Maranhão (SD). Ele culpa “a irresponsabilidade do Executivo Estadual” pela situação que, em números exatos, atingem 46.732 agricultores de 79 municípios prejudicados porque o governo da Paraíba deixou de repassar R$ 4.766.664,00 ao programa.

O dinheiro que seria liberado para esses agricultores somava R$ 39.722.200,00. “Agora, estamos lutando, reivindicando a edição de uma Medida Provisória para que esses agricultores, já tão massacrados pela seca, não percam esse auxílio”, disse Benjamin.

Segundo levantamento da Assessoria de Imprensa do deputado, atualmente a Paraíba tem 30 reservatórios com capacidade superior a 20% do seu volume total, 33 com menos de 20% e 62 reservatórios em situação crítica com volume menor que 5%.

O deputado lembra que para socorrer as famílias que convivem com tal situação o Garantia-Safra tem como beneficiários os agricultores que possuem renda familiar mensal de no máximo um salário mínimo e meio e que plantam entre 0,6 e 5 hectares de feijão, milho, arroz, mandioca, algodão.

“Uma vez aderidos ao programa, eles passam a receber o benefício quando o município em que moram comprova a perda de, pelo menos, 50% do conjunto dessas produções, ou de outras a serem definidas pelo órgão gestor do Fundo Garantia-Safra, em razão de estiagem ou excesso hídrico”, acrescenta a nota da Assessoria de Benjamin.

Municípios e agricultores prejudicados

Alagoa Grande – 363
Alagoa Nova – 189
Alagoinha – 117
Alcantil – 637
Algodão de Jandaíra – 306
Araçagi – 120
Arara – 632
Araruna – 1.027
Areia – 234
Areial – 508
Aroeiras – 1.203
Bananeiras – 1.317
Baraúna – 490
Barra de Santana – 534
Barra de Santa Rosa – 1.273
Barra de São Miguel – 385
Belém – 294
Boa Vista – 443
Boqueirão – 656
Cabaceiras – 311
Cacimba de Dentro – 702
Caiçara – 180
Campina Grande – 2.448
Campo de Santana – 367
Casserengue – 772
Caturité – 498
Cubati – 627
Cuité – 1.074
Cuitegi – 89
Damião – 463
Dona Inês – 596
Esperança – 1.619
Fagundes – 657
Frei Martinho – 254
Gado Bravo – 792
Guarabira – 120
Gurinhém – 1.126
Ingá – 902
Itabaiana – 972
Itatuba – 747
Juarez Távora – 475
Juazeirinho – 939
Lagoa Seca – 466
Logradouro – 147
Lucena – 22
Massaranduba – 588
Matinhas – 472
Mogeiro – 1.066
Montadas – 540
Mulungu – 120
Natuba – 208
Nova Floresta – 323
Nova Palmeira – 373
Olivedos – 496
Pedra Lavrada – 725
Picuí – 1.182
Pilar – 397
Pilões – 97
Pocinhos – 1.782
Puxinanã – 758
Queimadas – 713
Remígio – 906
Riachão – 435
Riachão do Bacamarte – 216
Riacho de Santo Antônio – 291
Salgado de São Félix – 397
Santa Cecília de Umbuzeiro – 434
São Domingos do Cariri – 208
São José dos Ramos – 520
São Sebastião de Lagoa de Roça – 718
Seridó – 993
Serra da Raiz – 92
Serraria – 295
Sertãozinho – 55
Solânea – 1.135
Soledade – 832
Sossêgo – 434
Tenório – 299
Umbuzeiro – 539

2 Comente Estado atrasa repasse e prejudica mais de 46 mil agricultores

  1. Jose Disse:

    Esta é a verdadeira e única face do governo do PSB, que sobrevive as custas da mídia paga pela SECOM, com recursos do contribuinte.
    O funcionalismo público, e uma das vítimas deste gestor pois há cerca de 7 anos, tem sequer correção dos salários, nem tampouco os benefícios do PCCRSd , são corrigidos. Esta categoria deverá dar o troco , a Rc e Já com juros e correcao, pelos maltratos ,e ,humilhação.

  2. Antonio Carlos Ferreira de Mélo Disse:

    Foi o golpe fatal que faltava o governo aplicar no setor agropecuário que já se encontrava sucateado desde muito tempo. Lamentável destruir o seguimento mais importante de nossa fragilizada economia.

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *