Massagear ego do governador custa caro ao erário

Executivo da Secom garante, no entanto, que revista em quadrinhos foi encomendada e paga pelos irmãos de Ricardo

Depois da apoteótica inauguração do Memorial Ricardo Coutinho na Fundação Casa de José Américo na última segunda-feira (19), em João Pessoa, massagens e homenagens ao ego do governador estendem-se agora a contar a sua história em quadrinhos.

O gibi ‘Ricardo Coutinho em Quadrinhos’, dos mais recentes lançamentos de A União Editora, parece seguir a mesma trajetória de culto à personalidade de governante às custas do erário. Afinal, tanto a Casa de JA quanto jornal e gráficas oficiais são financiados com dinheiro de impostos que o Estado pega no bolso dos cidadãos ou nos cofres das empresas.

É sempre possível alegar – como deverão fazer assessores e aspones midiáticos do governante, regiamente pagos pelos cofres públicos – que o Memorial RC apenas veio se juntar a outros de antecessores que também se eternizaram nas paredes e armários do belíssimo palacete que adorna a Avenida Cabo Branco. Ou que a revistinha colorida sobre o novo super-herói da praça faz parte de uma coleção preexistente ou foi bancada por pessoas dos afetos do homenageado.

Mas, peraí… Não era ou não é esse mesmo Ricardo que se jacta de ser o oposto ou no mínimo diferente ao máximo de todos aqueles que governaram a Paraíba antes dele? Não era ou não é esse mesmo Ricardo que zerou e refundou a Paraíba para legar aos seus concidadãos um modo de ser e administrar a coisa pública segundo os mais caros princípios republicanos?

Será que o forçado e esfolado contribuinte do Tesouro Estadual deve abrir exceção para o governador da hora? Só por que ele se acha o pipoco do trovão em matéria de gestão? Ou será porque asfaltou a pincel dezenas de estradas carroçáveis do interior do Estado, enquanto a malha viária antiga castiga vidas humanas e suspensões automotivas que por ela sacolejam cotidianamente?

Vai ver é por conta de novos hospitais e escolas, que fazem a festa de quem constrói e de muita gente boa tão midiotizada pela propaganda governista que não liga para tudo o mais. Não liga, por exemplo, se o hospital ou a escola que já existe está de fazer pena ou se os indicadores de saúde e educação públicas da Paraíba são de fazer vergonha.

Nessa pisada, desse jeito, não importa um tico – também por exemplo – se a segurança pública é privilégio restrito às mordomias da Granja Santana, enquanto o resto da população vive à mercê dos ataques da bandidagem e dos golpes de estatística e publicidade com que o governo estadual, ao mesmo tempo em que enaltece as realizações do governante, acreditar estar enfrentando e vencendo a crescente violência no Estado.

Diante do exposto, como diziam antigamente lá no Ministério Público, é de se perguntar “em que prateleira da Casa de Zé Américo ou birô d’A União guardaram o princípio constitucional da impessoalidade que submete e vincula todo e qualquer gestor do bem coletivo?” Se alguém der uma busca, procure direitinho, por favor. É bem capaz de encontrar, junto, o princípio da moralidade, escondido dentro da mesma gaveta ou pasta.

O OUTRO LADO

Antes de publicar este artigo, às 10h42 deste sábado (24), desde 9h08 o blogueiro procurou saber do jornalista Sebastião Lucena, secretário executivo da Secretaria Estadual de Comunicação Social (Secom), se havia explicação para o gibi ‘Ricardo Coutinho em quadrinhos’ publicado por A União.

Duas horas após a postagem, precisamente às 12h43, Lucena informou via WhatsApp que a revista foi encomendada e paga pelos irmãos do governador. Comuniquei ao secretário que faria a devida utilização da matéria e solicitei cópias de documentos que comprovem contratação e pagamento dos serviços da editora do Estado pelos Coutinho.

Além disso, o espaço do blog fica aberto ao governador, aos seus irmãos ou ao próprio secretário para qualquer outra manifestação sobre o assunto.

  • Atualizada às 15h

 

16 Comente Massagear ego do governador custa caro ao erário

  1. Arnaldo Costa Disse:

    Não tem jeito. Os pseudos socialistas, mais cedo ou mais tarde, se declaram como falsos socialistas. Esse governador de plantão, como petista de origem, tem demonstrado ser um governante arrogante e arbitrário. A publicação dessa revistinha que custou uma nota para o bolso do contribuinte estadual, mostra que ele não passa de um farsante. Mas o bom é saber que daqui uns dias, a Paraíba estará livre desse personagem quando o mesmo se afastar para ser candidato, sei lá o quê. E nessa ocasião, ele vai ver como é amargo ficar sozinho. Atualmente, as pessoas chegam a ele pelo fato dele ter uma caneta e um Diário Oficial. E depois sem esses instrumentos de poder?

  2. Não é difícil entender a cabeça desentendida do governador. Tá chegando a hora e ele não vai poder titubear. O trem do dia 07 de abriu já pulveriza o ar contaminado muitos. Não posso ficar mais um minuto com o Poder…. se vai ou fica, deve enfrentar uma grande reação, principalmente por servidores públicos que se sentem ludibriados por um incentivador de greves e fez deles uma escada. As vezes a queda é pior. Para quem tem sentimento e sensibilidade ele foi e continua “um ludibriador”. Forte abraço Rubens, vítima como muitos pela ditadura atual.

  3. Bom Roberto Oliveira Disse:

    Parabéns Rubão. Lucidez e coragem.

  4. Antonio Carlos fFerreira de Melo Disse:

    Pode esperar séculos Rubens, mas, essa comprovação não vai aparecer de jeito nenhum

  5. Paulo Disse:

    Quando estes recibos forem apresentados, por favor publique, meu caro Rubão! Mais se era para ser diferente dos outros, não se comportou como tal, mesmo sendo pago pelos irmãos! Mas quem deu dinheiro a eles? Qualquer um pode dizer o que quer!

  6. Paulo Andrade Disse:

    Por que, os generosos e afetuosos irmãos do governador, foram fazer essa revistinha na gráfica de A União e não em outras gráficas, com mais expertise nesse tipo de impresso, como JB ou Santa Marta?!

  7. Da nojo ver uma coisa dessa, o fucionario públicos passando fome o governo brincar de super herói isso é uma vergonha para o povo.

  8. Francisco de Assis Silva Disse:

    Parabéns pela beleza da publicação, não só pelo brilhante e verdadeiro conteúdo, mas também pela riqueza de detalhes que torna uma publicação completa,
    Esse republicano envergonha os Paraibanos

  9. Robson Disse:

    Me engana que eu gosto…

  10. Anselmo Lemos Disse:

    Esse babão do Tião, está incluso é citado neste belo artigo!

  11. Gláucio Arnaud de Medeiros Disse:

    Impressionante a discrepância entre o que o “esquerdista” diz e o que ele faz. A máxima que diz – faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço, cai muito bem para essa galera que pensa que é comunista sem nunca ter lido lido se quer uma linha, quanto mais algum tomo do Capital. Guardando as devidas proporções de importância , Lula tem filme contando sua história (para mim foi uma estória), Dilma tem livro e Ricardo um gibi. Para São Tomás de Aquino a Soberba é um pecado supra-capital.

  12. Ricardo Disse:

    É o deus paraibano com suas falasias e mentiras enganando o pobre povo paraibano.

  13. Jose Disse:

    Esta Paraiba e uma zorra mesmo. Este governador que fora reeleito entrando pela janela, com o apoio de cartaxo e Maranhao hoje esbanja auto-poderes, mesmo em fim de governo.
    Que vergonha caros cidadãos Paraíbanos. Este é o governo que nega o pão do servidor, a falta de saúde , da educação e uma agricultura inexistente.Mais tem grana, cacau, dindim para satisfazer seu ego.
    E o TRE, TCE, TCU, TJ existem?

  14. rfm Disse:

    Este governador envergonha toda a Paraíba.

  15. Iegres Magno Disse:

    Texto primoroso, pois mostrou o engodo que Ricardo Coutinho é. Parabéns, Rubens.

  16. Pingback: Pernambuco dá exemplo de produção cultural sem bajulação - Blog do Rubão

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *