RUBÃO ELEGE MELHORES DO ANO

O Rubão divulga adiante as pessoas, projetos, ações e programas que elege como os melhores do ano. Pelo bem que fizeram em 2017, fazem e ainda podem fazer aos seus concidadãos brasileiros em geral e paraibanos em particular.

Educação: Luciano Piquet

Luciano Piquet (Foto: CBN João Pessoa)

Engenheiro Civil e empresário, pioneiro por excelência (criou método de recarga de cartuchos de tinta de impressoras, entre outros inventos), Piquet é referência para o Brasil e o mundo em matéria inovação e empreendedorismo. Destaca-se ainda por seu projeto Empreenda Desde Cedo, “que tem como principal proposta motivar crianças e adolescentes (…) a se engajarem em uma luta ética pela preservação do meio ambiente, seguindo os caminhos do desenvolvimento sustentável, com ações inovadoras”.

Para difundir a sua ideia e seus propósitos, principalmente nas escolas de ensino fundamental e médio, Piquet e sua filha Débora fazem palestras e levam aos alunos livros e CDs nos quais abordam temas como meio ambiente, sustentabilidade e, claro, empreendedorismo.

Saúde: Banco de Leite

(Logo do Banco de Leite Anita Cabral)

O Programa de Aleitamento Materno da Paraíba comemorou seus 30 anos de existência em agosto. Com motivos para festejar: é hoje o mais bem estruturado do Nordeste e um dos três melhores do Brasil.

Graças à excelência dos serviços da rede de bancos de leite humano Anita Cabral, de João Pessoa; Josefa Garcia Rolim, de Cajazeiras; Doutor Virgílio Brasileiro, de Campina Grande; Doutora Zilda Arns, da Maternidade Cândida Vargas, na Capital, e Vilani Kehrle, da Maternidade Peregrino Filho, em Patos.

Todos receberam este ano certificação de qualidade – ‘padrão ouro’ – do Programa Ibero-Americano de Aleitamento Materno, do Ministério da Saúde e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Cidadania: Karine Oliveira

Karine Oliveira (Foto: ParlamentoPB)

Gestora social e coordenadora do Instituto Soma Brasil, Karine Oliveira (foto) é exemplo do melhor proativismo em favor de boas causas da cidadania na Paraíba. Baseada em Cabedelo, seu trabalho é voltado para o desenvolvimento social e cultural através do controle social e da transparência pública.

O Soma Brasil, que ela criou em 2005, faz parte das Redes Abracci – Articulação Brasileira Contra a Corrupção e Impunidade (www.abracci.org.br), Amarribo – Coalizão Brasileira Contra a Corrupção (www.amarribo.org.br) e a Rede Brasileira por Cidades Justas e Sustentáveis (www.rededecidades.ning.com).

Judiciário: Bruno Azevedo

Bruno Azevedo (Foto: Decom/TJPB)

Atualmente titular da Vara de Sucessões de Campina Grande, foi pioneiro no Brasil no uso da tornozeleira eletrônica para monitoramento de presos, mas com foco em atividades de ressocialização. Trabalho que realizou em julho com alunos do Curso de Direito da UEPB em Guarabira, onde é professor.

O juiz Bruno Azevedo (foto) defende também o uso de chips rastreáveis que seriam implantados sob a pele de apenados com direito ao regime semiaberto. Tudo para desafogar o falido e subumano sistema carcerário brasileiro, que tem déficit de mais de 300 mil vagas e é o quarto mais populoso do mundo com seus 622,2 mil presos, perdendo apenas para os Estados Unidos (2.217.000), China (1.657.812) e Rússia (644.237).

Legislativo: Lucas e Jeová

(Foto: Twitter)

Lucas de Brito (à direita), do Livres, presidiu comissão na Câmara de Vereadores de João Pessoa que levantou leis caducas a serem revogadas e com isso contribuiu para consolidar a legislação municipal. Foi ainda responsável por livrar a cidade de lei que proibia serviços de transporte particular por aplicativos como Uber.

(Foto: ALPB)

Presidente da Comissão das Águas da Assembleia, e mesmo depois que renunciou ao cargo em agosto, Jeová Campos (à esquerda), do PSB, foi de longe o parlamentar paraibano mais empenhado em cobrar, pressionar e divulgar a importância da continuidade e conclusão das obras de transposição do Rio São Francisco para as bacias hidrográficas do Sertão e do Cariri paraibanos.

 

Executivo: Douglas Lucena

(Foto: Wikipédia)

Em sua gestão, que entra pelo segundo mandato, o prefeito de Bananeiras conseguiu inserir o município entre os 25 melhores do país em boas práticas na merenda escolar com aproveitamento da produção agrícola familiar.

Tal distinção foi conferida pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A cidade do Brejo paraibano é a única do Nordeste a figurar no ranking elaborado pelo órgão do Ministério da Educação, que financia a maior parte dos programas de alimentação escolar do Brasil.

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *