Projeto incentiva cultivo de hortaliça sem agrotóxico em área urbana

Projeto já dispõe de unidade produtora em Tambiá (Foto: Divulgação)

O interesse de um pequeno grupo em estimular nos cidadãos o cultivo e consumo de hortaliças livres de agrotóxicos, em varandas e quintais, tomou proporções maiores, ganhou novos adeptos e se transformou no projeto Germinar, que incentiva o uso de recicláveis em hortas agroecológicas, capacita para o manejo e ainda pretende evoluir para a geração de trabalho e renda de famílias em vulnerabilidade social.

O projeto Germinar foi concebido no início deste ano em João Pessoa pelo pedagogo Jefferson Palmeira e pelo Padre Júnior. Em suas vivências em comunidades urbanas perceberam que muitas famílias poderiam cultivar hortas em pequenos espaços privados, para consumo próprio, mas que não tomam iniciativa por falta de conhecimento da técnica e até políticas públicas que estimulem práticas de agricultura sustentáveis comunitárias.

Ambos entenderam que para replicar a atividade de agricultura urbana não poderiam prescindir da construção de uma horta agroecológica em uma unidade demonstrativa onde se pudesse realizar todas as etapas da cadeia produtiva, desde a sementeira até a colheita, além de integrar, através do ensino e da prática da horticultura, cidadãos interessados em trazer mais segurança alimentar e nutricional para suas vidas.

Treinamentos

Em seis meses, a primeira horta criada com base nos princípios da agroecologia já produz hortaliças saudáveis e está aberta à visitação no quintal de uma residência, na rua Deputado Barreto Sobrinho, 75, em Tambiá, na Capital. Nessa unidade demonstrativa já estão sendo realizadas oficinas e treinamentos (foto) para o cultivo e consumo de alimentos sem defensivos agrícolas, através de parcerias com o Sebrae, a Rede de Educação Cidadã e a Comunidade Cidade Viva.

Além desses, o projeto também congrega uma rede de apoiadores, da iniciativa privada, que fazem a doação de produtos recicláveis e matéria prima orgânica para compostagem. Em sua expansão, o projeto Germinar vai capacitar famílias e envolvê-las na produção de alimentos, de forma integrada e diversificada, com base em vivências e princípios agroecológicos.

Em vídeo

Como em toda iniciativa no campo da agricultura familiar, para desenvolver-se e atingir plenamente seus objetivos, o projeto Germinar carece de apoio nas áreas de assistência técnica, crédito e formalização jurídica. O projeto vem sendo divulgado nas redes sociais e foi tema de reportagem na TV Câmara de João Pessoa. Veja o vídeo.

  • Contatos com o projeto Germinar: projetogerminarpb@gmail.com
    Fones: 3024 1827 / 986641761 / 988882500
  • Texto de Madrilena Feitosa, jornalista

3 Comente Projeto incentiva cultivo de hortaliça sem agrotóxico em área urbana

  1. Maria Alisandra Feminino de Oliveira Disse:

    Quero muito muito fazer no meu quintal horta orgânica. Me informem alguma dicas principais sobre sementes orgânicas.

  2. Boa iniciativa, só discordo do termo agroecologia, técnicas e processos produtivos agroecológicos são bem distantes de orgânicos.
    Este de que vos fala talvez seja produção orgânica, não agroecológica.

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *