Focco vai aos municípios coletar denúncias e ensinar como denunciar corrupção

Focco reunido no MPT-PB (Foto: Walla Santos/ClickPB)

Para identificar ou inibir desvios de recursos públicos diretamente na base territorial onde ocorreriam com mais intensidade e frequência, o Fórum de Combate à Corrupção na Paraíba (Focco-PB) decidiu literalmente “ir aonde o povo está”, como diz a canção.

A partir de amanhã (8), após lançar o seu novo projeto – ‘Focco em Movimento’, equipes do Fórum farão visitas a diversas cidades paraibanas, tanto para coletar denúncias como para ensinar a população local a fazer denúncias contra gestores eventualmente envolvidos em crimes contra a administração pública.

O lançamento do projeto será realizado às 9h desta quinta-feira no Plenário Ministro João Agripino do Tribunal de Contas do Estado (TCE), localizado na Rua Professor Geraldo Von Sohsten, 147, no bairro de Jaguaribe, em João Pessoa (onde funcionou o antigo Detran).

Coordenador estadual do Focco, o procurador do Trabalho Cláudio Gadelha vai mostrar às autoridades presentes e à imprensa como será executado o projeto e na ocasião também anunciará os municípios que receberão em audiências públicas orientações sobre como fiscalizar os gastos públicos e denunciar irregularidades de gestão.

“Em cada cidade visitada haverá posto para coleta de denúncias”, informa a Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Trabalho na Paraíba (Ascom/MPT-PB), adiantando que Patos será o primeiro município contemplado pelo projeto, no próximo dia 14.

Naquela data, entre 14h30 às 17h30, o Focco em Movimento fará coleta de denúncias e dará orientações à população na sede da Associação Comercial e Industrial de Patos (ACIAP). Às 19h, audiência pública, no mesmo local. O edital de convocação para essa audiência pode ser acessado na página do MPT-PB na Internet.

“Durante as audiências públicas, serão discutidos problemas relacionados à corrupção, como desvios de recursos da saúde e da educação. Haverá discussões com representantes de entidades e órgãos públicos presentes”, acrescenta a Ascom, lembrando que a ação será coordenada por Cláudio Gadelha, que também é coordenador Nacional da Conap/MPT (Coordenadoria Nacional de Combate às Irregularidades Trabalhistas na Administração Pública).

Além do Ministério Público do Trabalho (MPT), o Focco em Movimento conta com apoio e engajamento do TCE, Ministério Público Federal (MPF), Tribunal de Contas da União (TCU), Receita Federal, Controladoria-Geral da União (CGU), Controladoria-Geral do Estado (CGE), Advocacia-Geral da União (AGU), Ministério Público da Paraíba (MPPB), Polícia Federal, Sebrae, INSS, Funasa, Ministério do Trabalho e Conselho Regional de Psicologia (CRP).

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *