Lula e o dilema de Sérgio Moro

O “tríplex do Lula” no Guarajá (Foto: Diário do Centro do Mundo)

Por Flávio Lúcio Vieira

Depois de mais de três anos de investigação contra Lula por uma “força tarefa” cujo principal sustentáculo é a grande mídia, Globo à frente, a única acusação que restou, e é mantida teimosamente de pé pelo juiz Sérgio Moro, é a de que um apartamento de 215 m², pomposamente chamado pela mídia de “triplex”, foi adquirido pela família Lula da Silva, propriedade nunca registrada, o que configuraria crime de lavagem de dinheiro e ocultação de patrimônio.

Para quem não conhece a história do famoso “tríplex” que fica numa praia decadente do litoral paulista, o Guarujá, vale a pena relembrá-la aqui.

Em abril de 2005, D. Marisa Letícia, a falecida esposa de Lula, adquiriu uma cota-parte de um imóvel de 82,5 m² − não o tão “tríplex”, − através da Bancoop, uma cooperativa vinculada ao Sindicato dos Bancários de São Paulo, em um edifício ainda em construção. Marisa deu 20 mil reais de entrada e começou a pagar as prestações mensais e as intercaladas.

Em 2009, a Bancoop quebrou e o empreendimento foi transferido para a OAS. Os pagamentos foram suspensos e Marisa Letícia resolveu não aderir ao contrato com a nova dona do edifício, que passou a se chamar Solaris.

Em valores corrigidos de 2015, foram pagos R$ 286.479,32, que não foram restituídos a Marisa Letícia. Esse valores foram devidamente declarados por Lula em sua declaração de imposto de renda, feita em conjunto com Marisa Letícia, como comprovam a abertura do sigilo fiscal que o ex-presidente fez para comprovar essa afirmativa, que também consta na declaração de bens de Lula feita ao TSE, em 2006.

Ou seja, Lula nunca ocultou patrimônio.

Para convencer o casal Lula a usar o dinheiro investido, até então não restituído, Léo Pinheiro, então presidente da OAS, ofereceu ao casal o tríplex que viria a se tornar famoso, um apartamento de 215 metros de área privativa (dois pisos de 82,5 m² quadrados e um de 50 m²). Léo Pinheiro visitou o apartamento ao lado de Lula e Marisa Letícia. Lula viu o imóvel, não gostou e resolveu não fazer o negócio.

Essa história teria morrido aí não fosse o envolvido um homem chamado Luís Inácio Lula da Silva. Em busca de qualquer justificativa que permitisse uma “narrativa” que vinculasse Lula aos escândalos denunciados pela Operação Lava Jato, o tríplex foi utilizado para cumprir esse papel.

Notem que o tal “tríplex” surgiu depois e, a não ser na única visita feita ao apartamento, Lula não sabia sequer de sua existência.

E desde então pouco interessou se nenhuma escritura, ou mesmo um contrato informal, que confirmasse a posse do imóvel para Lula fossem apresentados. Que nenhuma das mais de 80 testemunhas de acusação e defesa ouvidas por Sérgio Moro confirmassem essa hipótese.

Que o próprio Léo Pinheiro, depois de inocentar Lula e ter sua primeira delação premiada rejeitada exatamente por isso, apontá-lo na semana passada como proprietário e apresentar como prova dois tickets de pedágios utilizados por carros do Instituto Lula que visitaram o Guarujá.

E o país assiste desde então esse espetáculo midiático grotesco que deseja transformar, pela repetição, mentira em verdade. Tenta-se imputar a um ex-presidente a compra de um apartamento cujo valor não ultrapassava à época 1 milhão de reais, e que, pela renda de Lula, não justificaria qualquer ocultação de patrimônio.

Por que Lula faria isso se tinha renda suficiente para justificar a aquisição?

Por outro lado, eu lembro que, entre 2003 e 2010, Lula controlou um orçamento federal anual de 3,5 trilhões de reais, em valores de 2017.

Se acreditar na honestidade de Lula não é suficiente para atestar a verdade do que ele diz, pelo menos a lógica formal pode nos ajudar de alguma maneira a desvendar esse falso mistério: por que Lula, apontado pelo MPF como chefe de uma quadrilha que desviou bilhões dos cofres públicos, utilizaria um apartamento, simples para os padrões de consumo dos corruptos brasileiros, para “lavar” dinheiro e “ocultar” patrimônio?

E, no entanto, é o que Sérgio Moro tem contra Lula.

E isso quando nos defrontamos com os valores e os mecanismos que envolveram a “nata” do oposicionismo tucano nesse escândalo, que em 2015 e 2016 foram às ruas contra a corrupção.

Segundo delatou executivos da Odebrecht, com fartas provas para amparar as acusações:

  • Geraldo Alckmin: recebeu em caixa-dois 10 milhões de reais em 2006 e 2014.
  • José Serra: recebeu R$ 23 milhões de reais em uma conta na Suíça.
  • Aécio Neves: recebeu R$ 50 milhões nos Estados Unidos.

Isso sem falar no atual presidente, Michel Temer, denunciado por ter recebido US$ 54 milhões, depositados também no exterior.

Por isso, o dilema de Sérgio Moro não é fácil resolução: ou ele condena Lula sem provas, com resultados imprevisíveis para a estabilidade política e social do país, ou dá ao ex-presidente um atestado de honestidade.

5 Comente Lula e o dilema de Sérgio Moro

  1. Gutemberg Paulo Disse:

    A partir de hoje não leio mais a sua coluna.

  2. Joaci Tavares de Araújo Junior Disse:

    Excelente matéria Companheiro Rubens Nóbrega, essa é mais uma tentativa desesperada de incriminar o Presidente LULA

  3. Newton Mota Disse:

    Seu artigo é uma peça de defesa e absurda ficção, muito embora sem nenhum primor. O que vc escreveu, vc notadamente ouviu dizer ou leu em algum lugar(MÍDIA). Seu conteúdo haverá de impressionar o incauto que votou naquele senhor. Não dá mais prá cobrir o sol com a peneira. A qual processo vc teve acesso !? A que provas vc teve acesso !? Então, é tergiversação, inclusive visionária.
    Quando um NOAN CHOMISK, um Ferreira Gular, um Antonio Fagundes, um Luiz Fernandes Veríssimo, um Chico Alencar, e tantos outros, se revoltaram, se insurgiram contra essa que foi a maior cleptocracia da história recente brasileira, chegando-se ao absurdo de se agregar, se associar a uma empreiteira para assaltar os cofres públicos, é por que meu caro, o envolvimento desse Senhor é evidente, irrefutável. Cadê o meu, o teu, o nosso dinheiro ???
    E que não se tente cristianizar esse Senhor, um chefe de quadrilha, simplesmente para duvidar da inteligência da população, manipular massas e enganar incautos. Êta disco arranhado.
    Se outros “políticos” ou ladravazes, também assaltaram ou estão assaltando os cofres públicos, vá em frente rapaz, faça a denúncia e estaremos prontos, sempre prontos ao seu lado. Junte-se aos homens de bem que ainda restam neste país. Pense na sua contribuição e no legado que haverás de legar aos teus filhos.
    Estaremos atentos, sempre!!!!,

    • Flávio Lúcio Rodrigues Vieira Disse:

      Sr. Newton Lima, não é porque o senhor considera Lula corrupto que isso seja verdadeiro. Em seu longo comentário, o senhor em nenhum momento contestou as informações inseridas no texto, apenas reproduziu o velho mantra que a grande mídia e os adversários do ex-presidente fazem questão de repetir (“Lula é corrupto, Lula é corrupto”). A respeito das informações elas constam no processo e, se o senhor não sabe, na própria declaração de Imposto de Renda que Lula fez questão de publicizar. No mais, recomendo que se o senhor tem alguma informação que prove ser Lula corrupto, eu tenho certeza que Rubens Nóbrega publicará esse verdadeiro furo de reportagem, já que, até agora, Sérgio Moro, o MPF e a PF não ofereceram nada de consistente que justifique a condenação de Lula, a não ser as fajutices de declarações obtidas sabe-se lá como, cujas provas apresentadas estão longe se serem consideradas como tal. Ficarei no aguardo de sua imensa contribuição Justiça brasileira. Salve o juiz Moro.

      • Newton Mota Disse:

        Flávio, muita calma nessa hora ! com certeza o Senhor desconhece a seriedade do trabalho executado pela Justiça Federal brasileira, e dos Procuradores Federais. Estar-se julgando um ex-presidente corrupto, e não a pessoa do Santo Lula. É tuuudo muiiiiiiiiiiiiiiito diferente.
        Não imaginei que lhe fosse causar tanto nervosismo. Calma ! Defenderei o seu direito de se expressar, sempre ! Peço desculpas, mas Vc não teve acesso a coisa alguma, a não ser a defesa midiática daquele Senhor . Aquele Senhor, que tanto prejuízo causou e tem causado a Nação. Apenas rememorando ao amigo, que a turma do Lula capitaneada por ele, presenteou Cuba com um porto, construído com o nosso dinheiro… enquanto as pessoas estão morrendo nas filas dos hospitais. E aí ?
        Flávio,nesse mundão, onde vc já viu quem rouba, confessar que roubou e que deixou roubar !!??? . Vc tem um futuro brilhante pela frente, mas muito cuidado as suas precipitadas conclusões, para não perder credibilidade.

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *