Reabertura de estacionamento no Cassino da Lagoa divide leitores

(Foto: Ilustração/Viver em João Pessoa)

A informação sobre a ameaça de fechamento do Cassino da Lagoa por falta de estacionamento, publicada ontem (28), provocou de imediato um debate com gosto de polêmica entre leitores do blog, com maioria favorável à reabertura de espaço para receber e guardar carro de quem frequenta o tradicional restaurante do Centro de João Pessoa.

O Pastor Kleper Arruda, cliente habitual do Cassino, diz que antes da reforma da Lagoa, que acabou com o estacionamento do restaurante, costumava levar amigos e até visitantes do exterior para almoçar no local, porque havia lugar onde deixar o carro. “Mesmo que com poucos espaços no estacionamento, ainda assim, tínhamos acesso, mas hoje fica difícil frequentar. Oxalá a Prefeitura repense e disponha um bom espaço para retornarmos ao local. João Pessoa não pode ficar sem o Cassino da Lagoa”, apelou.

Gioconda Leite, por sua vez, manifestou-se preocupada com a conservação do parque da Lagoa e a possibilidade de a cidade ver o Cassino fechar por não ter estacionamento. “Senhor Prefeito, preste atenção no fato”, pediu, fazendo coro com Karlla Ramalho, que lembra ser o Cassino parte da história da cidade e lamenta a Prefeitura ter feito uma reforma no parque sem atentar para as necessidades do comércio da área, começando pelo restaurante.

Já Tiago Matias acredita que todo o problema “é o resultado de obras mal planejadas, demoradas e mal feitas”, considerando ainda “lamentável um restaurante tradicionalíssimo de nossa cidade ameaçar fechar”.

“Falta capacidade de gestão”

O leitor que se identifica como João Memória Boa acredita, contudo, que o problema exposto na matéria dessa terça-feira foi “maximizado”. Argumenta, em defesa de sua tese, que apenas seis vagas de estacionamento não vão alterar a situação de crise do restaurante. “A crise é nacional”, afirma.

Adênio Neto também tem opinião diferenciada sobre a questão do Cassino da Lagoa. Ele diz: “Sou cliente do restaurante há mais de 30 anos. O que observo é a falta de capacidade de gestão adequada por parte das arrendatárias. O valor de um almoço nesse local não é barato e o que falta é planejamento. Poderia, por exemplo, colocar um Valet (serviço de manobristas), que seria mais cômodo e seguro para os clientes”.

Ele entende que a reforma da Lagoa ficou perfeita e observa que os espaços públicos devem ser da população, não do interesse de apenas um empresário. “Procure se reinventar, senhora empresária, aproveite e mande reformar a placa do restaurante que destoa da beleza do Parque”, recomenda.

“Parque não é funcional”

Newton Mota, assíduo participante do espaço do blog reservado aos comentários, discorda de Adênio Neto. “Se reinventar? Como? O grito é de todos, meu caro amigo, e não somente da empresária. A plástica do parque impressiona, mas falta estacionamento. O parque não é funcional. O restaurante pertence à Prefeitura. Então, qual a reinvenção de que você fala? Colocar um Valet? Sim, mas onde e como, se, como você mesmo fala, trata-se de arrendamento e nada no parque pode ser inserido sem o consentimento do poder público”, questiona.

Mota aponta que a Lagoa não tem sequer local onde estacionar ônibus de turismo, situação que se estende a todo o centro da cidade. “O que percebemos é um absurdo no trânsito”, constata, acrescentando: “É tudo no improviso e no meio da via”. Em seguida, conclama Adênio a se juntar aos demais na cobrança ao gestor púbico, afinal “o Parque consumiu milhões do nosso bolso (contribuinte)” e o que se tem é uma obra inacabada, não funcional.

Na mesma linha de raciocínio, Célia Moraes concorda que “realmente, a Lagoa ficou linda, mas esqueceram de lugar para estacionar e no restaurante é impossível”. Segundo ela, João Pessoa “já é conhecida por estes problemas, ou seja, embelezam, mas você só passa olhando ou então vai de ônibus”.

3 Comente Reabertura de estacionamento no Cassino da Lagoa divide leitores

  1. Newton Mota Disse:

    Rubão, este espaço informa, instiga o debate, e trata de questões importantes, com a mais absoluta isenção. Não tenho conhecimento da existência de um blog como este, tão importante para Sociedade, no Brasil. Aqui encontramos assuntos e questões do interesse de todos. Daí a nossa, digamos, participação com alguma frequência.
    “opportuno tempore”, não sabemos a razão e seria muito bom que o poder público municipal esclarecesse a população, as razões das obras demorarem uma eternidade e quando “finalizadas”, todas elas apresentam uma incompletude que salta aos olhos. sabe-se que uma obra quando demora, os custos triplicam, quadruplicam, o que acarreta prejuízos irremediáveis ao erário público.

    • Rubens Nobrega Disse:

      Mui grato, Newton. Você tem razão. Difícil ver uma obra pública finalizada completamente e de qualidade que salte aos olhos do contribuinte que a financiou. Sejam elas realizadas por municípios, estado ou a União.

  2. Fátima de Oliveira Mercier Disse:

    Caro Rubens Nóbrega, o seu blog provocou ontem às redes sociais. Só falavam sobre o estacionamento do Cassino da Lagoa. Venho te agradecer, como também aos amigos do Cassino. Eu tenho a certeza que o nosso Prefeito Luciano Cartaxo, irá reabrir o estacionamento do Cassino da Lagoa como também o estacionamento da Lagoa.

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *