Dnit já iniciou estudos para o arco metropolitano de João Pessoa, revela engenheiro

Sem alternativas de escoamento, acidentes como esse travam BR por quilômetros e horas (Foto: G1)

O engenheiro civil José Francisco Nóbrega, membro da Academia Paraibana de Engenharia (Apenge), revelou hoje (22) que o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte) já iniciou os estudos para elaborar o projeto do Arco Metropolitano da Grande João Pessoa.

A revelação veio para esclarecer artigo publicado nesta quarta-feira sobre proposta lançada pelo também engenheiro Dalteir Sobrinho, da Chesf, para a construção de um arco metropolitano que interligue as BRs 101 Sul e Norte à BR 230. O objetivo é desviar o tráfego pesado de caminhões nas rodovias federais que cortam a Capital paraibana e municípios vizinhos.

A nova via seria capaz de melhorar também o trânsito atual nas BRs que já exigem, do mesmo Dnit, a execução de um projeto de triplicação da 230 entre Cabedelo e o Viaduto de Oitizeiro, em João Pessoa. A obra, descreve José Francisco, consistirá na implantação de vias paralelas às Brs, inclusive com viadutos e interseções com as malhas urbanas de Bayeux e Santa Rita, o que deverá contribuir para minimizar o problema de congestionamentos.

Essa e outras alternativas para facilitar a vida e o deslocamento de motoristas, passageiros, ciclistas e pedestres da região mais desenvolvida e populosa do Estado foram discutidas ontem (21) durante encontro sobre Mobilidade Urbana na Região Metropolitana de João Pessoa. O evento, promovido pela Apenge, foi realizado na sede pessoense da Federação das Indústrias da Paraíba (Fiep), no Centro.

Participaram representantes do Dnit, Departamento de Estradas e Rodagem (DER), Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), Companhia Docas da Paraíba e as Prefeituras de Cabedelo, João Pessoa, Conde, Bayeux e Santa Rita.

Como resultado desse encontro, Nóbrega informa que o Dnit lança em até 60 dias o edital de licitação das vias paralelas e todos os complementos por ele descritos. Sobre o Arco Metropolitano, adianta que começa na BR 101 Sul, em frente ao acesso à cidade do Conde, terá uma interseção com a BR 230 e seguirá por trás de Santa Rita até encontrar a BR 101 Norte.

Comente Dnit já iniciou estudos para o arco metropolitano de João Pessoa, revela engenheiro

  1. Carlos Glaucio Disse:

    Excelente material informativo produzido pelo Mestre Rubens Nóbrega sobre o Arco Metropolitano interligando as BRs 101 e 230, favorecendo o tráfego de veículos leves no acesso á cidade de João Pessoa. Oportuna contribuição do Engenheiro Civil José Francisco Nóbrega prestando esclarecimentos importantes sobre o traçado e providências relativas à implantação do Arco Metropolitano da Grande João Pessoa, pelo Dnit. Isto é visão de futuro e trabalho comprometido com o bem estar e desenvolvimento do Estado da Paraíba, parabéns!

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *