Sindicalista denuncia criação de sindicatos ‘genéricos’ na Paraíba

(Foto: CBT)

Geraldo Lima, presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio Hoteleiro e Similares do Estado da Paraíba (SindHotel), denunciou hoje (2) em João Pessoa a criação de sindicatos ‘genéricos’ com o objetivo de “desestruturar e desmontar jurídica e politicamente os sindicatos ligados à Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e à Central Única dos Trabalhadores (CUT)”.

Segundo Geraldo, o movimento contrário ao sindicalismo cutista parte da Força Sindical, “alinhada e a serviço das políticas do governo Michel Temer (PMDB)”. Ele garante que a ação é nacional e na Paraíba tem como primeiro alvo o SindHotel. “É uma ação espúria de pessoas ligadas aos segmentos conservadores e da Força Sindical para desestabilizar e ocupar espaços de sindicatos e centrais sindicais que não comungam com o desmonte da Previdência Social e das leis trabalhistas”, afirma.

Geraldo contou que em plena segunda-feira (27) de Carnaval um grupo sem representatividade tentou criar um “sindicato genérico” para atuar junto aos trabalhadores do setor hoteleiro, bares e restaurantes. “A falsa assembleia foi realizada nas dependências da Associação de Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), no Centro de João Pessoa”, revelou o sindicalista.

Ele relata que descobriu a “farsa” e foi até ao evento, “onde não havia sequer um trabalhador do nosso segmento”, mas apenas senhoras de idade já aposentadas para fazer número e um número expressivo de seguranças armados. Geraldo Lima diz ter registrado tudo em fotos e vídeos e que fez um boletim de ocorrência (BO) em uma Delegacia de Polícia da Capital.

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *