Crescimento da violência e greve da PM assustam quem gosta de brincar carnaval no Recife

Galo ameaçado de desfilar sem policiamento (Foto: Roberto Pereira/AgênciaJCM/Fotoarena/Folhapress)

Paraibanos que costumam brincar carnaval em Recife e Olinda começam a se preocupar com as informações que apontam extraordinário crescimento da violência na capital pernambucana em plena semana pré-carnavalesca, simultaneamente a uma greve branca da Polícia Militar daquele Estado.

A apreensão maior e mais imediata se concentra no desfile do Galo da Madrugada, no sábado (25), que os grevistas ameaçam boicotar. Mais de um milhão de pessoas são esperadas no Recife para acompanhar o maior bloco carnavalesco do mundo.

Não menos preocupantes foram os confrontos de ontem à tarde na Avenida Agamenon Magalhães, uma das mais movimentadas do Recife, entre policiais e militantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), após uma madrugada de tiroteios e explosões.

Cenário e cenas de guerra durante a madrugada ocorreram após o roubo cinematográfico da Brinks, empresa de segurança de valores, de onde uma quadrilha muito bem armada e equipada levou nada menos que R$ 60 milhões.

Toda a insegurança que aflige recifenses e vizinhos nos últimos dias é debitada na conta da greve dos PMs, que ontem foram às ruas mais uma vez pedir reajuste salarial em índices que fariam um soldado receber mais de R$ 6 mil e um coronel, cerca de R$ 26 mil.

O governador Paulo Câmara (PSB) oferece percentuais que elevam de R$ 3,2 mil para R$ 4,1 mil a remuneração do soldado e de R$ 16,5 mil para R$ 23,2 mil o que ganham os coronéis, que ocupam o último posto na hierarquia da PM.

Os policiais reclamam também de péssimas condições de trabalho, de munição velha a coletes balísticos vencidos e viaturas sucateadas. Protestam desde dezembro e estariam articulando movimento semelhante ao de seus colegas do Espírito Santo. A ideia é colocar familiares dos PMs para bloquearem a saída de homens e viaturas convocados para garantir o desfile do Galo da Madrugada.

Deputados de oposição anunciaram que enviariam hoje (22) aos Ministérios da Justiça e da Defesa um pedido para que a Força Nacional desloque tropas para garantir a segurança durante o Carnaval.

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *