Sindifisco calcula defasagem salarial no Estado. Dá mais de 45%

Com tabelas, números e cálculos que o leitor poderá conferir adiante, o Sindicato dos Auditores Fiscais da Paraíba (Sindifisco-PB) divulgou estudo neste sábado (28) mostrando que entre 2010 e 2016 os servidores estaduais acumularam uma defasagem salarial superior a 45%.

“No acumulado do período, a remuneração dos servidores públicos estaduais sofreu uma defasagem considerável, causada pelo reajuste de 12,51%, ou seja, percentual bem abaixo da inflação que foi de 58,26%. Prejuízos salariais para os servidores de 45,75% (ano-base 2010). Já o salário mínimo teve, no mesmo período, um aumento de 88,73%”, informa o Sindicato.

Enquanto isso, ainda de acordo com o mesmo levantamento, houve um desempenho positivo da arrecadação das receitas próprias e das transferências constitucionais para o Estado, também de 2010 a 2016. “As duas fontes de receita tiveram crescimento substancial, especialmente a da arrecadação própria, cujos índices favoráveis foram possíveis em virtude do compromisso e da responsabilidade dos auditores fiscais paraibanos”, avalia o Sindifisco.

A entidade comprova que no acumulado das receitas próprias e das transferências o crescimento foi de 82,37% entre 2010 e 2016, para uma inflação que se manteve em 58,26%.

Confira as tabelas

2 Comente Sindifisco calcula defasagem salarial no Estado. Dá mais de 45%

  1. Ricardo Disse:

    Governo do Estado mente descaradamente a população, enquanto aufere lucro ano a ano.
    A divulgação porém se restringe a poucos jornalistas isentos que não se rendem aos encantos das benesses do poder.
    Parabéns Rubens, Fisco e obrigado.

  2. Rondinelli Disse:

    Por que motivo o governo não dá aumento de salários dos servidores?

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *