Aumento de receita do Estado reforça luta de servidores por reajuste

Nelson deve voltar à Assembleia para pedir apoio às negociações com o governo (Foto: Aduepb)

Dados do Sindicato dos Auditores Fiscais da Paraíba (Sindifisco-PB) aqui publicados no sábado (24), mostrando que a receita do Estado aumentou 31% acima da inflação nos últimos cinco anos só reforçam a legitimidade das reivindicações e da luta dos servidores estaduais por reajustes dignos em seus salários.

A opinião é do Professor Nelson Júnior, presidente da Associação dos Docentes da Universidade Estadual da Paraíba (Aduepb), avaliando ainda que a divulgação do Sindifisco dá novo alento ao esforço de entidades representativas de professores e funcionários pela reabertura de negociações por reposição salarial com o Governo do Estado.

“Além disso, precisamos dialogar também com o governo sobre o acordo que pôs fim à greve de 2015, que não vem sendo cumprido”, revelou Nelson Júnior, acrescentando que espera do governo para o fato de que os servidores estaduais, incluindo os Professores da UEPB, precisam da correção inflacionária para repor o poder de compra dos seus salários em 2017.

“No nosso caso na UEPB, as perdas já somam 25,3%. Após quase um dezena de ofícios pedindo negociação, sem a devida resposta do governo, estes são os motivos que nos levaram a aprovar no dia 7 e Dezembro o Estado de Greve na UEPB. Esse debate será aprofundado na volta às aulas no final de Janeiro”, previu.

Sobre o 13º

O Professor Nelson Júnior informou ao blog que o décimo-terceiro salário do pessoal da UEPB deverá começar a ser pago na tarde desta segunda-feira (26) para quem tem conta no Banco Real. “Clientes do Banco do Brasil e demais bancos devem receber amanhã ou depois de amanhã”, estimou.

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *