Por atraso do governo, UEPB só deve pagar 13º na segunda-feira

(Foto: Arquivo/Focando a Notícia)

O 13º salário dos professores e funcionários da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) deverá ser pago na próxima segunda-feira (26), após o Governo do Estadual descontingenciar parte dos recursos que deve à instituição e que já somam R$ 39,7 milhões.

A informação foi obtida pelo blog junto à Assessoria de Imprensa da Associação dos Docentes da Universidade (Aduepb), depois de audiência no início da tarde entre a direção da entidade e o reitor Rangel Júnior.

Durante a audiência, a Reitoria recebeu comunicado da administração estadual de que uma quantia não especificada seria repassada hoje (23), pondo fim ao atraso na transferência devida. O horário da providência impossibilitou, contudo, pagamentos ainda nesta sexta-feira.

Pela manhã, em resposta a uma cobrança da Aduepb via notificação extrajudicial, a Reitoria já havia explicado que o atraso no pagamento do 13º salário do pessoal docente e técnico-administrativo devia-se aos cortes no repasse do duodécimo da UEPB pelo Governo do Estado.

Através do procurador-geral da Universidade, Ebenezer Pernambucano, a Reitoria esclareceu que “ao invés de receber R$ 25.503,840 mensalmente do Governo do Estado, dentro do previsto no orçamento aprovado para este ano pela Assembleia Legislativa (R$306.046,080), a UEPB vem recebendo apenas R$ 24.220.000, o que neste ano representará um acumulado este ano de R$ 39.732,337,84”.

Esses quase 40 milhões de reais seriam empregados no pagamento das folhas do mês e do 13º, mas é possível que o Governo do Estado tenha liberado apenas a parcela dos R$ 25,5 milhões mais uma suplementação de R$ 8 milhões solicitada para cobrir as despesas de pessoal deste mês.

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *