Suspensão de Monsenhor Jaelson revolta fiéis

Monsenhor Jaelson no Mosteiro Mãe da Ternura, que construiu em Itatuba (Foto: inga-cidadao.com)

Monsenhor Jaelson (e) no Mosteiro Mãe da Ternura, de Itatuba (Foto: inga-cidadao.com)

A informação divulgada ontem (30) à noite sobre decisão da Igreja Católica na Paraíba de suspender dois monsenhores e um padre das funções sacerdotais revoltou bom número de leitores. Desde a publicação da matéria vêm comentando o assunto. Principalmente para repudiar o que consideram ‘injustiça’ baseada em ‘calúnias’ contra o Monsenhor Jaelson, alvo da solidariedade de dezenas de fiéis que se manifestaram no espaço do blog reservado aos comentários, inclusive para criticar ou atacar o blog e o blogueiro. Confira a seguir.

‘Conduta ilibada’Somente quem se esvazia de si mesmo, numa entrega total a Deus, é capaz de realizar tantos feitos como celebrar a Eucaristia, pregar o Evangelho, acolher os pecadores, orientar e acompanhar como somente um pai sabe fazer. Acompanho o Monsenhor Jaelson desde a Igreja de Nossa Senhora Aparecida, e sei de toda a transformação na minha vida e da minha família, através das suas homilias e ensinamentos. Conheço de perto e sei da sua postura e conduta ilibada, homem íntegro. Ele realmente é um servo do Senhor! Repudio toda esta calúnia! (Onailza Aquino, onailza06@hotmail.com)

‘Zeloso e respeitoso’Meu nome é Doriane Maria, sou psicóloga, e repudio essa acusação contra o Monsenhor Jaelson. Eu e minha família (esposo e filhos), conhecemos o Monsenhor há mais de 6 anos, servimos na Paróquia Santo Antônio do Menino Deus nas pastorais da Crisma, Acolhida e Dízimo, e nunca vimos nenhum comportamento não condizente com o exercício do seu sacerdócio. Sempre foi muito zeloso com o Sagrado e respeitoso com os paroquianos. Também faço parte do Conselho, e sou testemunha de sua honestidade e seriedade no trato com a Igreja como um todo. É lastimável essa calúnia!!! (Doriane Maria Alves, ica2122@gmail.com)

‘Verdade prevalecerá’Lamentavelmente a nossa Igreja tem que submeter-se a escândalos como esse. Mas se é para utilizar-se de práticas inadequadas com os compromissos prometidos, sabendo-se da existência do celibato, assim como outras práticas ilícitas, torço para que chegue a verdade. Rezo que não haja injustiça com ninguém, mas que cada um responda pelos seus atos podendo assim restaurar a nossa Igreja. É uma pena chegarmos a esse ponto. Mas é bom lembrar que onde se reza e se usa o nome de Deus a mentira virá à tona e a verdade prevalecerá. (Aedja, aedjapontes@gmail.com)

Sem oportunidade de se defender’Sinto no meu peito uma dor de morte por um amigo ferido na alma, traído, humilhado e massacrado. E o mais grave: sem ter oportunidade de se defender! Ora, até o pior dos assassinos tem direito ao contraditório! Até o Cristo soube oficialmente do que lhe acusavam! Ele não… Mons. Jaelson foi afastado das suas funções; pois é… Finalmente!!!

‘Silêncio de tristeza’ no MosteiroO QUE PASSO A RELATAR AQUI É UM TESTEMUNHO DE QUEM VIU E OUVIU E NÃO DE QUEM OUVIU FALAR. Esse servo que foi silenciado celebrava todos os dias a Santa Missa, esteja onde estivesse. Gastava a sua vida pela missão que abraçou de levar a Palavra de Deus sem enrolação, mas com a dignidade que lhe é devida. Foi perseguido Sempre foi! Sabe por quê? Porque Defende uma liturgia sóbria, sem oba oba onde o Cristo é o centro; por querer construir uma “catedral” como dizem seus algozes; por usar Casula e Clergyman!!! Por investir em uma comunidade que jamais foi deixada em paz; por levantar um mosteiro que hoje está em silêncio, não o silêncio da escuta de Deus ou da meditação, mas o silêncio da tristeza. Eu vi esse homem celebrar doente sem a menor condição física, porém com a fé de quem sabe da importância de servir a Cristo e àqueles que buscam seu consolo na Eucaristia. Jamais, Nunca seus paroquianos ficaram sem a Santa Missa!!! Eu vi um padre que separava a manhã de sábado para o Recolhimento e preparação para as Celebrações do final de semana. Eu encontrei consolo, paz e um novo caminho nas suas palavras, quando a dor também atingiu a minha vida e eu estava perdida ou tomada pela cegueira do ódio, ele em três palavras me trouxe à Luz que é Cristo. Eu jamais o ouvi falar mal de alguém ou da Igreja; eu jamais o vi com gestos ou palavras incoerentes com a sua missão. Enfim, eu poderia passar horas aqui descrevendo o que vi e ouvi e que me fizeram admira-lo e amá-lo, mas de que adianta se o que interessou foi apenas o que o denegriu? Esse é o Jaelson que conheço, que escuto e que continuarei amando como a um pai. Essa é a verdade que resolvi escrever para que aqueles que me conhecem saibam o outro lado dessa história. Que venham melhores dias e que o Espírito Santo nos conduza. Christianne Serrano,  christianne_serrano@hotmail.com)

‘Que Deus o proteja’Bom dia. Estamos todos muito tristes diante dos acontecimentos na nossa paróquia. O que vi e posso afirmar zelo dedicação respeito pelas coisas de Deus por Monsenhor Jackson. Muito trabalho, e preocupação em querer ajudar a comunidade. Onde com seu equilíbrio, fez crescer espiritualmente muitos dos nossos irmãos. Inclusive a mim. Que Deus o proteja. (Maria do Socorrido Pordeus, sspordeus@gmail.com)

‘Que blog é esse?…’Que blog é esse que não divulga os comentários postados? (Fabiano Vieira, fcvieir@hotmail.com)

‘Uma grande luz’Minha esposa e eu fazemos parte da Paróquia Santo Antônio do Menino Deus, onde mais do que acolhidos nós nos conhecemos, trabalhamos juntos preparando fiéis para o sacramento da Crisma sob a orientação do Monsenhor Jaelson até que em 2015 no dia da Festa de Santo Antônio do Menino Deus nos casamos. Em todos esses momentos Monsenhor foi uma grande luz para os nossos caminhos, sempre nos orientando e formando nos caminhos do Senhor. Repudio completamente o conteúdo deste artigo e reafirmo aqui a minha confiança que em Deus tudo será esclarecido e a verdade aparecerá! #ForçaMonsenhor #OremosPeloMonsenhor #Jo8_32 (Pedro Henrique Silva Gabi, pedrohsgabi@hotmail.com)

‘Um bom pastor’ – Como paroquiana na Santo Antônio do Menino Deus, onde Monsenhor Jaelson era pároco, testemunho que a conduta dele sempre foi irrepreensível e ele é um bom pastor. Sirvo na paróquia e nunca tive nenhuma razão que diminuísse o respeito que sinto por ele. Ele é um homem de Deus, como foi Padre Léo e São Padre Pio.
Maristela Ribeiro Feitosa de Morais, Arquiteta (Maristela, telamorais@gmail.com)

‘Blasfêmia’Repudio toda blasfêmia contra Monsenhor Jaelson. Conheço sua índole e sua caminhada é de luz. (Alana Cláudia, alanamendees@hotmail.com)

‘Calvário’Conheço e acompanho o Monsenhor Jaelson há quase vinte anos. Trata-se de um padre comprometido com seu sacerdócio e com a igreja. Pregador da palavra como ninguém, uma homilia que lota as igrejas por onde ele passa. Trabalhador e grande empreendedor, basta ver a igreja que ele está construindo no jardim cidade universitária, a maior de João Pessoa, onde era pároco até ontem, de onde foi afastado sem nenhuma explicação e sem direito a se defender, num verdadeiro ato inquisitorial. Esta é a igreja misericordiosa, em pleno ano da misericórdia () Monsenhor Jaelson é vítima desse grupo de padres (que a sociedade sabe quem são), e por ser um padre tradicional, conservador, honesto, trabalhador fiel pregador da palavra de Deus e comprometido com a igreja, está passando por esse calvário. Reafirmo que o conheço há quase vinte anos e não há nada que desabone sua moral. Força Monsenhor, a verdade prevalecerá.
Sebastião Feitosa – Advogado (Sebastião Feitosa, zeaefe1932@hotmail.com)

‘Conversão’Agradeço a monsenhor Jaelson pela orientação espiritual e pelo exemplo dele como sacerdote. Ele me ajudou a amar mais a Cristo, na minha conversão e hoje eu sou Coordenador do Terço dos Homens da paróquia onde ele era pároco. E para mim, continuará sendo. Minervino Feitosa de Morais, Engenheiro Civil (Minervino, minervino.m@hotmail.com)

‘Um homem íntegro’Eu como católica estou profundamente decepcionada com a Igreja enquanto instituição. Monsenhor Jaelson é um homem íntegro que vive para a Igreja, foi condenado sem ao menos ter a chance de se defender. Ora Sem ao menos ter a oportunidade de ser comunicado dos motivos da sua condenação. Conheço e acompanho o monsenhor há pouco mais de 10 anos. Sempre se mostrou um padre dedicado à sua missão. Um pastor de muita sabedoria e amor ao seu ministério. CHRISTIANNE SERRANO – contadora e advogada (christianneserrano@gmail.com)

‘Apedrejamento virtual’Sou da paróquia do Monsenhor Jaelson. Conheço-o junto com minha família há seis anos. Não posso afirmar pelos outros padres que não conheço, mas também desconfio que seja igualmente calúnias graves e perniciosas contra homens inocentes. A postura desse pároco, Jaelson, foi sempre a mais séria e coerente possível. Nunca vi (e sou bastante chata com detalhes) motivo para desconfiar dele. Cada atitude dele sempre visava o bem do seu rebanho e o ensino correto da doutrina católica. Eu e minha família servimos na paróquia e, se houvesse qualquer coisa estranha teríamos observado e só houve mais motivos para admirá-lo enquanto sacerdote. Rezemos pelo clero e também pelos leigos que cometem apedrejamento virtual! Lara Maria Ribeiro Feitosa de Morais, Estudante de Enfermagem (Lara, laracroff01@hotmail.com)

‘Por acaso estarias a receber dinheiro de alguém, Rubão?Olá, Rubão, vejo que você gosta de falar algumas palavras que não se encaixam na realidade e gostaria de saber qual a dificuldade de colocar: “A Arquidiocese da Paraíba suspendeu de Ordem, nesta quinta-feira (29), três padres de João Pessoa que foram acusados, sem qualquer prova, de participar de atitudes homossexuais com outros padres da Igreja Católica no Estado durante a gestão de Dom Aldo Pagotto”. Percebo em suas palavras uma vontade imensa de querer pré condenar os três padres, que estão em INVESTIGAÇÃO. Provavelmente a falta de sensacionalismos em suas palavras, não lhe trariam qualquer audiência, não? Se é preciso jogar sujo, para ter credibilidade em UMA ÚNICA notícia, deve ter uma motivação muito grande por trás. Por acaso estarias a receber dinheiro de alguém ou somente prostituis a tua profissão para ter acessos em sua página? Sinceramente, eu só espero que no dia do seu julgamento particular com Deus, tenhas a mesma cara de pau de se explicar para Deus, que utilizas para colocar confusão na cabeça dos fiéis. A inocência dos 3 será provada e eu DUVIDO que utilizarás do mesmo artifício que usas para espalhar tendenciosamente mentiras, para ter postura de homem e se desculpar pela sujeira em que te metestes. (Odir, odirmilanez@hotmail.com)

‘Tenho certeza de que RUBÃO é gay’. Tenho certeza de que Rubão é gay. Aliás, nos bastidores da Imprensa, a notícia circula desde o início da tarde de hoje. No começo da noite, a informação foi confirmada ao blog pelas pessoa que faziam orgias com o mesmo… Em setembro do ano passado, o Jornal da Paraíba publicou reportagem na qual um grupo de meninos denunciava relações sexuais dentro do Jornal da Paraíba… Na ocasião, ele negou todas as denúncias e se disse vítima de ‘armação’. É CLARO QUE EU ACREDITEI, POIS TUDO O QUE SE FOFOCA NA MÍDIA É VERDADE… (ROBERTO, rob_1376@gmail.com)

‘Crescimento espiritual’Como membro da Paróquia Santo Antônio do Menino Deus, repudio veementemente esse ato da Arquidiocese da Paraíba. Eu e minha família frequentamos a Paróquia há 4 anos e somos testemunhas do expressivo crescimento espiritual dos paroquianos sob a direção de Monsenhor Jaelson. Sua conduta ilibada é um exemplo a ser seguido. Espero fortemente que essa decisão seja revista em respeito a todos os paroquianos que frequentam aquela Igreja. Fabiano Vieira – Eng. Mecânico (Fabiano Carneiro Vieira, fcvieir@hotmail.com)

‘Acusado sem direito de se defender’Ficamos perplexos diante dessa notícia do afastamento do Monsenhor Jaelson. Creio que como Cristão Católico posso afirmar: essa decisão arbitrária de suspender a ordem de um homem que convivemos há 6 anos e indiscutivelmente todos nós que fazemos parte da Paroquia acima citada não acredita em nenhuma dessas inverdades. Eu e minha família frequentamos, somos coordenadores de um Grupo de Oração para casais há três anos, temos contato com o Mons. e em momento algum vimos desrespeito ou algo que desabonasse a sua conduta. Quero deixar aqui nosso repúdio e dizer que assim como pregamos orientados pela Palavra de Deus, tenhamos a ombridade de sermos misericordiosos para com esse sacerdote. Não conheço em parte alguma do mundo onde você é acusado e não tem o direito de se defender. Arlindo Júnior (arlindocostafelix@hotmail.com)

‘Tratado como culpado’Acho um absurdo o afastamento do Mons Jaelson, o qual atesto juntamente com minha família sua correção e dignidade como padre, ser humano e pastor. Indignamente foi tratado como culpado de acusações que sequer tomou conhecimento. Deus o guarde. Eduardo mathieson (eduardosolar1@hotmail.com)

‘Condenado antes de ser julgado’Fuleiragem completa! estamos fu! Temos que f tb os outros? A Universal e tantas outras denominações com tantas safadeza! Agora a igreja católica! O Santo Padre prega tanto a misericórdia e o perdão, no entanto condenando antes de ser julgado! Vai entender! Será que não são farinha do mesmo saco? Não sou a favor a coisas erradas, mas quem não tem teto de vidro que atire a primeira pedra! “Líderes meros humanos e imperfeitos”. (Anonimo, Kaka1036@hotmail.com)

***

Tentando ouvir o outro lado

Através da jornalista Valéria Sinésio, o blog vem tentando desde ontem ouvir os monsenhores Jaelson de Andrade e Ednaldo Araújo e o Padre Severino Lima sobre a decisão da Administração da Arquidiocese de suspendê-los de suas funções sacerdotais. Independentemente de conseguir ou não contato com os três ou algum deles, o espaço está aberto a qualquer manifestação que os religiosos afastados queiram publicizar.

 

20 Comente Suspensão de Monsenhor Jaelson revolta fiéis

  1. Valéria Veras Disse:

    Bom dia! Meu nome é Valéria, sou corretora de imóveis. Sou paroquiana, canto na missa e sempre servi nas festas em Itatuba e onde fosse convidada pelo Monsenhor. Nunca vi ou percebi algum ato suspeito que o pudesse denunciar. Mas posso garantir que Monsenhor Jaelson é um excelente pastor. Sempre cuidando da espiritualidade de quem está ao seu redor, sempre zelando pela paróquia e pelo povo de Deus. Meu testemunho maior ao lado do Monsenhor é a confirmação do meu ministério e vocação, meu chamado e minha espiritualidade. Tudo o que está acontecendo não passa de armação e calúnia. Que Deus nos ajude!

  2. Maria Seelena Cirilo Feitosa Disse:

    Lamento com profunda angustia no meu coraçao a estupidez e violencia da minha tao amada Igreja, que foi sempre para mim, minha maior referencia, meu abrigo, meu porto seguro, a certeza da misericordia, lugar onde sempre acreditei que era um abrigo acolhedor, onde Jesus Cristo estar VIVO no Sacrario, em cada missa, atializando seu sacrificio e se fazendo presente pelas maos ungidas de seus sacerdotes na transubstanciaçao. Eu vejo, eu creio neste milagre.
    Que alegria tremenda ser testemunha e participar de tamanha maravilha!
    Que contra censo, hoje tambem ser testemunha de uma açao tao covarde da minha Igreja, assistir este terrivel espetaculo de crueldade, vê o vél se rasgar, e expor a vergonha, de saber que nesta Intituiçao, onde a Igreja de Cristo subsiste, existe pessoas que se escondem no Sacramento da Ordem e se articulam para maquinarem o mal, e o pior, esta mesma Instotuiçao que recebe de Cristo a ordenança de pregar e praticar o amor e a misericordia se arvorá de sua aitoridade para punir um eleito do Senhor, sem lhe dar o direito de se defender, e pior ainda lhe negar o acesso as falsas e maldosas acusaçoes que lhe imputam, movidos pelo espirito da inveja, da intriga, do desamor, da falta de caridade.
    Monsenhor Jselson é um sacerdote por vocação, quem o conhece, quem já o ouviu, teve a grata alegria e a graça de Deus, de experimentar a unçao do Espirito Santo. Suas pregaçoes sempre calcadas nas Sagradas Escrituras e em total sintonia com o catecismo da Igreja e fidelidade a doutrina cristã, tem um alcance profundo nas almas sedentas de restauraçao e do chamado de Deus. Seu direcionamento espiritual tem reconciliado muitas ovelhas desgarradas e alimentado espiritualmente todos os fiéis que fazem questao de lhe acompanhar, e participar de suas celebraçoes. Sua postura e sua conduta sao inquestionaveis, vejo estes ataques como quem está com o proposito de macular a nossa Igreja. Nao podemos ficar omissos a uma injustiça praticada pela nossa propria Igreja, com um sacerdote que doou sua vida, fez uma entrega total de todo o seu ser, que ama seu sacerdocio incondicionalmente, com fidelidade, resprito, dedicaçao e muito trabalho.
    Esperamos que nossa Igreja reconsidere esta injustiça.
    Maria Suelena Cirilo Feitosa -professora

  3. Joana D'arc Gomes Cavalcanti Disse:

    É com grande dor no coração que recebi essa triste notícia do afastamento do Monsenhor Jaelson.
    Meu nome é Joana D’arc, sou Cirurgiã Dentista. Morei muitos anos em Salvador. Vivi meu encontro pessoal e início de minha conversão lá, onde sempre encontrei facilidade em me confessar, como fazia regularmente.
    Voltei para João Pessoa para ficar perto de minha família. No entanto, vivi um choque de realidade muito grande na caminhada para Deus, pelo fato de encontrar muitos Sacerdotes ligados a Teologia da Libertação. Até o dia que encontrei o Monsenhor Jaelson cuja homilia tocou meu coração. Assisti a missa e como de costume, fui rezar diante do Santíssimo. Estava sentada, quando vejo o Monsenhor entrar, se ajoelhar e rezar um terço. Fiquei extasiada! Naquele momento Jesus me mostrou o Sacerdote que eu estava procurando. A partir dai, procurei me aproximar dele e sempre que possível, conversar, pois suas palavras enchiam minha alma de Amor por Jesus e Maria. Suas orientações, seus conselhos sempre muito corretos. Vivi muitas experiências espirituais através dele. Em quantas missas não chorei de emoção? Sou testemunha de sua conduta correta, sempre procurando agradar a Deus em tudo que fazia. Também sou testemunha de perseguição sofrida por ele, através de outro Sacerdote. Até mesmo tomei a iniciativa de falar com este Sacerdote para que ele percebesse como estava sendo injusto. Graças a Deus, na época, ele percebeu. Como todos que conhecem a vida dos santos sabem, sempre são perseguidos os que realmente procuram fazer a vontade de Deus e a viver a santidade de forma mais concreta. O Monsenhor é um Sacerdote Especial, que vive o chamado de Deus de maneira especial!
    Depois de tudo que já foi falado sobre suas qualidades como administrador e Pároco, minha experiência com ele é muito mais espiritual. Testemunharei posteriormente algumas dessas experiências.
    Em nome de Jesus, repudio todas as acusações que são feitas contra a conduta ilibada do Monsenhor Jaelson, pedindo a Jesus Crucificado, que ele possa voltar o mais rápido possível e cuidar do seu rebanho, que ficou temporariamente órfão!
    Que Deus abençoe o Monsenhor Jaelson hoje e sempre!

  4. FRANCISCO LUCAS SANTOS OLIVEIRA Disse:

    Sou Lucas de Juazeiro do Norte e frequento João Pessoa tem mais de dois anos. Minha noiva que é da referida cidade me apresentou o Monsenhor Jaelson. Nunca vi em minha vida padre com tamanho zelo pela eucaristia, pela liturgia e pela Igreja. Suas confissões e o homilias muitas vezes me iluminaram em tempos de escuridão. Nunca vi em minha vida um padre tão devoto a Virgem Maria. É impossível que um padre totalmente espiritualizado como ele possa ter cometido tais acusações, e mesmo que tivesse, teria direito a defesa. O mesmo não teve oportunidade de falar por uma única razão: o clero progressista da Paraíba, que o odeia por ser tão íntegro e ao mesmo tempo tão amado. Clero esse que é liberal, permite tudo aos seus fiéis, contradizendo o que ensina a Igreja. O acusam de tais coisas para quererem provar a sociedade que os “moralistas” são os piores pecadores. Mas não nos calaremos. Buscaremos de todos os meios legais desfazer essa injustiça que foi plantada contra um justo que não tem nem sequer direito a defesa. Lutaremos em defesa dos poucos bons sacerdotes que ainda restam na arquidiocese da Paraíba. #ForçaMonsenhor

  5. Alessandra Disse:

    OLHAR PELOS DOIS LADOS- Acompanhei o trabalho do Monsenhor Jaelson na catedral e na Santo Antônio. Sempre me pareceu sério. Acho que devemos olhar o assunto com bastante cuidado. Nenhum padre é santo ele é um ser humano, homem e como nós também é pecador. Com certeza foi analisado todo o histórico dele enquanto sacerdote e do impacto que seu afastamento causaria. E se mesmo com todo o histórico positivo do Monselhor a igreja decidiu afastá-lo é porque existem motivos mais fortes que o impedem de deixá-lo exercer o sacerdócio. Não vamos nos precipitar dos dois lados. Se ele for inocente a verdade virá. Por agora, espero só que seja feita justiça.

  6. sandra maria Disse:

    Temos na verdade ,fazer uma limpeza da sujeira que o Aldo deixou aqui ,com certeza o crescimento em cima de uma postura correta ,parabéns Vaticano !

  7. ODAELSON ANTONIO CLEMENTINO DA SILVA Disse:

    Lastimável que esse tipo de coisa aconteça, Monsenhor Jaelson sempre teve conduta seria e ilibada, os fieis das paroquias por onde passou podem afirmar isto, no entanto aguardo que a justiça seja feita, e que tenha a mesma notoriedade e repercussão que as duras acusações. Deus é fiel e não abandona os seus.

  8. Kyara Nóbrega Disse:

    Boa tarde! Sou Kyara, professora da rede federal e venho repudiar todas as calúnias levantadas a esse Servo de Deus. Conheço Monsenhor Jaelson da catedral, um verdadeiro sacerdote, pastor que sempre estava disposto a acolher e ajudar suas ovelhas. Serei eternamente grata por sua vida sacerdotal, sua espiritualidade, formação, conduta que sempre foram louváveis. Oremos por essa causa.

  9. Alexandre Tavares de Souza Disse:

    Não conheço o Monsenhor, e por também não conhecer os motivos da suspensão não comentaria sobre a ação e sim sobre a falta de informação, acho muito válido a repercussão dada pelo Jornal da Paraiba sobre essa e outros tantos assuntos que devem sim ser debatidos sobre os fieis de forma civilizada e sóbria, sem paixões e com muito respeito pela pessoa humana que é o padre que estando certo ou errado merece o justo direito de se defender. Caso tenha cometido alguma infração que resultasse em suspensão os fieis deveriam saber para não “tomarem partido” sem conhecimento de causa, caso esteja sendo alvo de uma iniciativa “injusta” procurar a justiça que todos, culpados e inocentes merecem. Porém o que vejo são pessoas defendendo outras acusando e no final pouco ou nada se sabe sobre o que esta acontecendo, sinto muito!

  10. Giselma Disse:

    Meu nome é Giselma, sou psicóloga e sou mãe de um dos acólitos da paróquia Santo Antônio. Eu e minha família como fiéis da paróquia, estamos indignados com as acusações injustas feitas ao nosso sacerdote monsenhor Jaelson, o mesmo pregador do evangelho possui uma conduta integra. Deixamos o nosso repudio e que possamos rezar pela vida dele!

  11. Márcia Disse:

    Diante da triste notícia, o que nos resta agora é rezar, como Nossa Senhora tanto nos pede para rezarmos pelos nossos sacerdotes.

    Estamos juntos em oração, Monsenhor Jaelson!!

    Márcia Christina – professora. (Recife).

  12. Ednalva Disse:

    Espero que o Bispo em exercício lave toda as nossas Igrejas, ele precisa averiguar a vida paralela de muitos padres, os comportamentos inadequado e doentio de muitos que são idolatrados como santos.
    Com certeza uma boa limpeza, se faz necessária, precisamos ter confiança naquele que celebra a palavra sagrada, precisamos acreditar em alguém aqui na terra que proclame a palavra de Deus com respeito, todos somos pecadores, porém não precisamos ser hipócritas de pregar a palavra sem vivê-la. Parabéns Vaticano !

  13. Humberto Disse:

    Quais as conclusões que a Igreja chegou para afastar o Monsenhor Jaelson dessa forma, sem dar-lhe a menor chance de defender-se? Quem e quais são as pessoas que o acusam, qual o histórico dessas pessoas e as provas, são robustas o suficiente para incriminá-lo e condená-lo sem o devido processo legal? Ora, o direito é firme em afirmar que todos são inocentes até que se prove o contrário. quem o acusa deve demonstrar em juízo as provas nas quais se baseia e que sejam fortes o suficiente para demonstrar a culpa do Monsenhor. Até lá, estaremos, nós, da Igreja Santo Antônio do Menino Deus, vigilantes e, no momento certo haveremos de cobrar as responsabilidades daqueles que, irresponsavelmente, o acusam. Humberto e Família

  14. João Costa Disse:

    É uma pena…No ano da misericórida, tantas interrogações, sofrimentos…..Se o caso é pedofilia devem ser ppunidos. Se é alguma relação com alguem de maior e sobre a aceitação devem ser perdoados. O homem tem necessidades. ninguem é tão santo que não tenha uma tendencia. Agora se for pra fazer uma varredura de padre que tem realação com homem ou com mulher só vai ficar… Catão ( não sei se tá vivo ) . E um ou outro….Ou deixamos de hipocresia e cada um tenha seu relacionamento sem escandalizar ou limpa tudo…

  15. Silvano Disse:

    Moro no Jardim Cidade Universitária há 16 anos e acompanho todos os sábados as celebrações do Monsenhor Jaelson desde quando foi fundada uma capelinha de Santo Espedito no Conjunto dos Delegados. É um ser humano inquestionável! Um servo do Cristo! Encontrei em suas pregações o caminho para a terra prometida! Se existe injustiça na terra, essa é maior que já aconteceu. Que Deus te proteja Monsenhor! A verdade virá! Vamos orar por você!

  16. Maura Disse:

    Repúdio veementemente a suspensão do Monsenhor Jaelson, moro nos Bancários há 12 anos, meus filhos foram catequizados e crismados pelo na Igreja Santo Antônio do Menino de Deus, meu filho é acólito há 12 anos, e convive com Monsenhor diariamente desde que o Monsenhor assumiu a Paróquia, inclusive tendo ido ao Mosteiro na companhia do Monsenhor por diversas vezes, confiança é o que sempre depositamos nele.

  17. Ronaldo Cardoso Disse:

    Conheço Monsenhor Jaelson aproximadamente sete anos, eu e minha família frequentamos a santa missa semanalmente e servimos a ministério da paroquia. O que vemos no momento é uma grande injustiça. Como uma pessoa pode ser condenada mesmo antes de ser julgada? Como um administrador da arquidiocese pode retirar os direitos adquiridos de uma pessoa, sem ao menos se preocupar com o que a comunidade iria sofrer? Acaso o titulo de Monsenhor dado ao Padre Jelson de Andrade foi comprado na feira ou não foi minuciosamente analisado e concedido com o aval do Papa? Nunca presenciamos nada que desabonasse a conduta deste filho de Deus, pelo contrário, esse vem desenvolvendo um trabalho ímpar dentro da nossa comunidade, trabalha arduamente na construção da nova igreja, juntamente com os paroquianos tem conseguido ao longo dos anos erguer um grandioso monumento, através de doações, pois se a comunidade doa é porque confia no mesmo.
    Imagino que o trabalho desse pastor, que tanto vem fazendo a comunidade, tenha despertado a inveja nos corações de lobos que se vestem de padres, expondo uma pessoa diante da sua comunidade de uma forma tão vil.
    Aguardo e confio na providencia Divina, e todo o mal causado ao Monsenhor Jaelson cairá por terra, pois a justiça prevalecerá.

  18. Ir.andre David Disse:

    Pax!
    lamentável o acontecido com o Dom Prior Jaelson !
    verdadeiramente nunca notei comportamento como foi levantado nestas calunias contra o padre Jaelsom.
    posso dizer com toda a certeza que pra mim ele é um pai, pois fui seu discípulo no Mosteiro mae da ternura durante ums 3 meses .
    e quantas vezes nós rezamos pela santa igreja da paraiba , e o pior dia da minha vida foi quando viemos para casa por conta do fechamento do Mosteiro !
    O QUE EU BUSCAVA DURANTE TODA MINHA VIDA EM UM INSTANTE SE ACABOU…
    ainda não consigo compreender!
    Padre Jaelson sempre foi um homem digno Padre católico apostólico romano, que amava o que fazia e que honrar a sua batina

  19. ir. andre david os santos Disse:

    Ir.Andre David Disse:
    6 de fevereiro de 2017 at 22:52
    Pax!
    lamentável o acontecido com o Dom Prior Jaelson !
    verdadeiramente nunca notei comportamento como foi levantado nestas calunias contra o padre Jaelsom.
    posso dizer com toda a certeza que pra mim ele é um pai, pois fui seu discípulo no Mosteiro mae da ternura durante ums 3 meses .
    e quantas vezes nós rezamos pela santa igreja da paraiba , e o pior dia da minha vida foi quando viemos para casa por conta do fechamento do Mosteiro !
    O QUE EU BUSCAVA DURANTE TODA MINHA VIDA EM UM INSTANTE SE ACABOU…
    ainda não consigo compreender!
    Padre Jaelson sempre foi um homem digno Padre católico apostólico romano, que amava o que fazia e que honrar a sua batina

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *