Família de portador da microcefalia pode ter geladeira e lâmpadas trocadas

Adriana Melo, presidente do Ipesq (Foto: Arquivo G1)

Adriana Melo, presidente do Ipesq (Foto: Arquivo G1)

A Energisa anunciou nesta terça-feira (30) que inicia ainda esta semana visitas às famílias atendidas pelo Instituto de Pesquisa Professor Joaquim Amorim Neto (Ipesq), centro de pesquisa de Campina Grande sem fins lucrativos que promove estudos sobre formas de prevenção e tratamento da microcefalia. O objetivo é identificar se estão cadastradas no projeto de Tarifa Social de Energia Elétrica, que concede descontos de até 65% no consumo, e avaliar a possibilidade de realizar a troca de geladeira e de lâmpadas com vistas à redução do consumo.

Em nota distribuída pela Assessoria de Comunicação da empresa, Renato Deladea, gerente de Qualidade e Projetos da Energisa, informa que 120 famílias serão visitadas em 65 cidades paraibanas. A relação dos possíveis beneficiários foi levantada junto ao próprio Ipesq e à Secretaria de Saúde do Estado. As visitas serão realizadas até outubro. “Iremos de casa em casa, e se for o caso, trocar o eletrodoméstico e as lâmpadas por modelos mais eficientes que reduzam o consumo dessas famílias”, disse o executivo. As geladeiras deverão ser entregues às famílias em meados de novembro. “Queremos com essa ação proporcionar mais conforto, já que a maior parte dessas famílias é de baixa renda e quanto menor for seu consumo de energia melhor para elas”, complementa.
Convênio para doações
O texto de divulgação da Energisa ressalta que sob a presidência da médica e pesquisadora Adriana Melo o Ipesq é hoje referência em todo o mundo no estudo e tratamento da microcefalia. “Além de pesquisas, o Instituto oferece tratamento especializado a mães e bebês, incluindo fisioterapia e apoio psicológico”, acrescenta,  lembrando que a empresa firmou convênio com o Instituto para arrecadar doações, via conta de energia elétrica e qualquer cidadão pode fazer doações de qualquer valor ao instituto. Basta comparecer a uma agência de atendimento ou ligar para o 0800 083 0196.
(com Ascom/Energisa)

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *